Surto Lista: atletas olímpicos que participaram da WrestleMania - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Surto Lista: atletas olímpicos que participaram da WrestleMania

Compartilhe

This is Wrestlemania week, baby! Entre os dias 10 e 11 de abril acontece o evento mais tradicional da luta livre mundial, a WrestleMania. Sua primeira edição foi realizada em 1985, no Madison Square Garden e foi a grande responsável por alavancar o sucesso mundial da World Wrestling Entertainment (WWE). Desde então, ocorreram 36 edições deste pay-per-view anual. 

“Mas qual a relação entre esporte olímpico e luta livre?”

Bom, quem gosta de eventos de pro-wrestling sabe que se trata de entretenimento. E por trás do roteiro das storylines e da sequência planejada de golpes, há muito preparo físico e treinamento técnico para que tudo saia da melhor forma possível e o espetáculo seja de qualidade. Além disso, você sabia que um dos atletas olímpicos mais respeitados da história já pisou num ringue da WrestleMania? 

Estou falando de Muhammad Ali, medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Roma, em 1960, no boxe. Ali foi um árbitro especial convidado pela WWE para participar do evento principal da WrestleMania 1, uma luta entre as duplas Hulk Hogan e Mr. T contra Roddy Piper e Paul Orndorff

Mas o envolvimento da WWE e da WrestleMania com o mundo olímpico vai muito além do episódio com Muhammad Ali. Diversos atletas foram extremamente ativos e lutaram no maior evento de luta livre do mundo. 

De quebra, vale ressaltar a parceria que a WWE tem com a Special Olympics, uma organização internacional para apoiar pessoas com deficiência intelectual. A entidade que é reconhecida pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) desde 1988, realiza Olimpíadas Especiais de verão e de inverno a cada quatro anos, sempre intercalando os dois eventos com um espaço de dois anos. 

Agora sem mais enrolação, vamos a lista de atletas olímpicos que já participaram da WrestleMania.

Ronda Rousey

Foto: Reprodução/WWE

Pioneira, lenda, super campeã. Uma das maiores atletas da história do Ultimate Fighting Championship (UFC), teve passagem pela WWE e pelos Jogos Olímpicos. Rousey é dona de uma medalha de bronze conquistada na Olimpíada de Pequim, em 2008, competindo pela categoria até 70kg no judô. Ela foi a primeira mulher estadunidense a subir ao pódio olímpico na modalidade. 

Além disso, a atleta ganhou duas medalhas importantes em terras brasileiras. Rousey foi vice-campeã mundial de judô em 2007, além de ter sido campeã nos Jogos Pan-americanos Rio 2007. 

Pela WWE, a lutadora nascida em Riverside, na Califórnia, foi Raw Women’s Champion por 231 dias seguidos. Em 31 lutas na empresa, Rousey venceu 29. Ela teve duas lutas oficiais na WrestleMania. 

Em 2018, ela lutou ao lado de Kurt Angle (formando uma dupla olímpica) e venceu Stephanie McMahon e Triple H. Já em 2019, entrando como campeã, Rousey perdeu uma luta tripla com participação de Becky Lynch (que ganhou os dois cinturões em jogo) e Charlotte Flair. Essa luta foi o primeiro evento principal feminino da WrestleMania em toda a história.



Kurt Angle

Foto: Reprodução/WWE

Campeão olímpico de wrestling estilo livre nos Jogos Olímpicos de Atlanta 1996, ele bateu na final da categoria até 100kg, o lutador do Irã, Abbas Jadidi, após um empate e a decisão dos juízes. Mas antes da glória veio a dor. Na seletiva dos Estados Unidos para o megaevento, Angle lesionou gravemente o pescoço, fraturando duas vértebras cervicais e criando duas hérnias no disco invertebral. 

Ainda assim, Angle passou nos testes e entrou para o time olímpico. Ele ficou cinco meses em reabilitação, mas precisou competir utilizando injeções para reduzir as dores no pescoço. 

Após a grande atuação na Olimpíada, a WWE logo cresceu os olhos pra cima do lutador, que ingressou na empresa em 1998. Ao longo de sua trajetória, Angle obteve quatro vezes o cinturão de campeão mundial da WWE, além de ter vencido uma vez o título mundial peso pesado. Ele ganhou 320 de 599 lutas e foi eleito o melhor pro-wrestler do mundo em 2001 pela Pro Wrestling Illustrated (PWI). Em nove batalhas na WrestleMania, Angle venceu quatro e perdeu cinco. 




Mark Henry

Foto: Reprodução/The Sun

O homem mais forte do mundo. Esse foi o personagem assumido por Henry quando chegou na WWE ainda em 1996, ao assinar um incrível contrato de dez anos com a empresa de Vince McMahon. 

E Henry tinha gabarito para tanto. Ele teve duas participações olímpicas no levantamento de peso, categoria acima dos 108kg. Em Barcelona 1992, ficou com a 10ª posição. Favorito ao pódio e no auge de sua carreira, Henry teve uma lesão nas costas perto da Olimpíada de Atlanta, em 1996, que culminou na decepcionante 14ª colocação. Antes disso, nos Jogos Pan-americanos de Mar del Plata-1995, na Argentina, ele conquistou um ouro, uma prata (em prova olímpica) e um bronze. 

Após Atlanta-1996, Henry decidiu se aposentar, prometendo que só voltaria ao levantamento de peso, caso o esporte estivesse limpo do uso de anabolizantes. Ele é considerado até hoje o halterofilista mais famoso da história dos Estados Unidos. 

Pela WWE, Henry foi campeão mundial peso pesado e venceu duas de suas 11 lutas na WrestleMania. 




Chas Betts

Foto: Reprodução/Sky Sports

Lutador de greco-romana, Chas Betts, não teve a mesma sorte que Rousey e Angle. Ele competiu nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, na categoria até 84kg, terminando o evento na nona posição, após ser derrotado pelo cubano Pablo Shorey, nas oitavas de final. 

Ao final da Olimpíada de Londres, Betts decidiu focar em sua carreira na luta livre. Assinou com a WWE em 2013, ficando no território de desenvolvimento. Ele adotou o nome de Chad Gable dentro dos ringues, uma homenagem ao campeão olímpico de wrestling estilo livre, Dan Gable, ouro em Munique-1972.

Dentro da WWE, Chad foi campeão de duplas do NXT, Raw e Smackdown (diferentes brands dentro da empresa). Em três lutas battle royal na WrestleMania, Gable nunca saiu com a vitória. 




Shaquille O’Neal

Foto: Reprodução/WWE

Campeão olímpico com a seleção de basquete dos Estados Unidos em Atlanta-1996, a lenda do Los Angeles Lakers e do Miami Heat tem uma relação de longa duração com a WWE. 

Mas sua principal aparição na empresa ocorreu durante a WrestleMania 32, realizada em 2016. Ele foi um dos 30 lutadores que disputaram a Andre the Giant Memorial Battle Royal, sendo rapidamente eliminado, ao ser jogado para fora do ringue ao lado de seu rival Big Show

Muitos alimentaram a ideia de que Shaq e Big Show se enfrentariam numa luta individual numa WrestleMania futura, algo que nunca se concretizou. 



Se você quiser saber mais sobre a WrestleMania 37, acesse este link para conferir o card e os horários.

Foto: Reprodução/WWE

Nenhum comentário:

Postar um comentário