Seleção brasileira de atletismo segue para o Mundial de Revezamentos na Polônia - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Seleção brasileira de atletismo segue para o Mundial de Revezamentos na Polônia

Compartilhe


A seleção brasileira, que disputará no sábado (1) e domingo (2) o Campeonato Mundial de Revezamentos, embarcou nesta terça-feira (27) para a Polônia. A competição será realizada na cidade de Chorzow, na região da Silésia. Os atletas viajam em dois grupos: um formado pelos que estavam participando do Camping Internacional de Treinamento e Competição, em Chula Vista, nos Estados Unidos, e outro pelos que estavam no Brasil.

A equipe masculina do 4x100m, atual campeã do torneio, título conquistado em Yokohama, no Japão, em 2019, e o revezamento 4x400m misto já estão qualificados para os Jogos Olímpicos de Tóquio. Já o 4x100 m feminino busca vaga na Olimpíada na Polônia, que classifica os oito times finalistas que completarem a prova.

O Brasil terá 18 atletas na competição. Do grupo que participou dos treinamentos e competições nos Estados Unidos seguem: Vitoria Rosa, Ana Carolina Azevedo, Rosangela Santos e Lorraine Martins, no 4x100 m feminino; Paulo André Camilo, Felipe Bardi, Derick de Souza e Rodrigo Nascimento, no 4x100 m masculino; Tiffani Marinho, Tabata Vitorino de Carvalho, Alison dos Santos, Anderson Henriques e João Henrique Falcão Cabral, no 4x400 m misto.

Do Brasil, embarcaram: Ana Claudia Lemos, Vida Aurora Caetano e Anny Caroline de Bassi, no 4x100 m feminino; Erik Felipe Cardoso, no 4x100 m masculino; e Geisa Coutinho, no 4x400 m misto.

O coordenador dos revezamentos brasileiros, Carlos Alberto Cavalheiro, disse antes de embarcar, nos Estados Unidos, que está otimista para a competição do fim de semana. “Tudo ocorreu conforme o programado por nós nos treinamentos e competições em Chula Vista, participando de quatro eventos individuais e em dois com os revezamentos 4x100 m e em um com os revezamentos 4x400 m masculino e feminino”, lembrou o treinador, ligado ao Comitê Olímpico do Brasil. 

“Além disso, o entrosamento e o treinamento diário dos atletas fazem com que estejamos confiantes em um excelente resultado na Polônia.”

A boa expectativa é para a atuação das três equipes, mas é evidente os cuidados adicionais com o 4x100 m feminino, embora atualmente qualificado pelo ranking mundial, quer garantir a vaga em Chorzow.

As equipes dos Estados Unidos e da Jamaica, campeã e vice-campeã de 2019 em Yokohama e na Olimpíada do Rio-2016, desistiram de competir na Polônia. Já a Grã-Bretanha e a Alemanha, tradicionais forças no esporte, não terão times femininos na especialidade.

Foto: Diuvlgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário