Saltador britânico busca vaga para os Jogos Olímpicos de Inverno - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

 


De acordo com reportagem do jornal britânico, The Guardian, o ex-saltador olímpico Greg Rutherford está treinando secretamente  para se tornar o primeiro atleta do seu país a conquistar medalhas em ambas as edições do Jogos Olímpicos.


Greg foi campeão olímpico na prova de salto em distância em Londres 2012, e medalhista de bronze na Rio 2016. Além de um título mundial no campeonato mundial de atletismo em Pequim 2015. Segundo a matéria do jornalista inglês, Sean Ingle, Greg secretamente entrou para o time olímpico de Bobsled da Grã-Bretanha, como parte de uma audaciosa tentativa de se tornar o primeiro britânico a conquistar medalhas nos Jogos Olímpicos de Verão e Inverno. O mais interessante, é que Rutherford nunca colocou os pés em um trenó de Bobsled.


Eu sei que as maioria das pessoas acreditam que é impossível sair do zero e ter uma tentativa de vencer uma medalha olímpica em um esporte, dentro de um ano.

 Mas eu discordo 100%. Eu não estou fazendo isto meramente para terminar em 25° lugar. Minha intenção é de treinar incrivelmente forte, e me juntar ao time, para então conquistar uma medalha. E se nós tivermos um bom trenó, e uma perfeita descida, qualquer coisa é possível. Até mesmo o ouro.

 

Greg vinha sofrendo de uma lesão no seu tornozelo esquerdo desde 2018, que lhe impedia de realizar os seus saltos adequadamente. Contudo, durante a pandemia, o britânico teve tempo para se recuperar e iniciar um treinamento físico, uma vez que em sua casa ele já possuía todo o equipamento necessário, e até mesmo um pista de corrida própria.


... a diferença é que eu não tenho que me preparar para saltar mais. E quanto antes você remova este tipo de movimento, isto faz com que o meu treinamento fique um milhão de vezes mais fácil.

 

Porém, o desejo de retornar ao mundo olímpico só veio depois de uma conversa com a multimedalhista olímpica e amiga de Rutherford, Kaillie Humphries,  A canadense venceu a competição de bobsled nos Jogos Olímpicos de Toronto 2010 e Sochi 2014, e foi medalha de bronze na Coreia do Sul quatro anos mais tarde. Ela foi a responsável por incentivar Greg a retornar às competições, mas desta vez, num novo esporte. Após saber que ele estava, novamente, em boa forma e pronto para competir.


Os próximos Jogos Olímpicos de Inverno serão realizados em Pequim, em fevereiro do ano que vem. Até lá, Greg terá muito trabalho pela frente com a equipe olímpica de bobsled do seu país, que iniciará os treinos em breve, em Gibraltar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário