Pré-Olímpico das Américas de boxe é cancelado e Brasil garante sete atletas em Tóquio-2020 por meio dos rankings - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Pré-Olímpico das Américas de boxe é cancelado e Brasil garante sete atletas em Tóquio-2020 por meio dos rankings

Compartilhe

A Força-Tarefa do Boxe (BTF), gerida pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), cancelou nesta quinta-feira (15) o Pré-Olímpico das Américas da modalidade, que seria disputado em Buenos Aires, (ARG), em maio. Com isso, as vagas do evento passam a ser distribuídas pelo ranking mundial e, assim, o Brasil garantiu sete boxeadores em Tóquio-2020. A informação inicial é do Olimpíada Todo Dia.


Ao todo, o torneio qualificatório distribuiria 49 vagas, com quantidade variada para cada uma das 13 categorias em disputa (entre 3 e 5). Com o cancelamento, os rankings passam a distribuir a quantidade exata daquele peso para o continente. O Brasil tem sete pugilistas em posição de classificação, sendo quatro homens e três mulheres.


Desta forma, a equipe brasileira em Tóquio-2020 será composta por Wanderson de Oliveira (63kg), Hebert Conceição (75kg), Keno Marley Machado (81kg) e Abner Teixeira (91kg); Grazieli de Jesus (51kg), Jucielen Romeu (57kg) e Beatriz Ferreira (60kg). Este número poderia ser ainda maior, caso Flávia Figueiredo (75kg) não estivesse suspensa preventivamente por doping


Cinco dos sete atletas classificados conquistaram medalha nos Jogos Pan-Americanos de Lima, em 2019. Beatriz Ferreira foi a única com ouro, enquanto Jucielen Romeu, Keno Machado e Hebert Conceição foram prata e Abner Teixeira, bronze. Bia é a atual campeã mundial, enquanto Hebert foi medalhista no Mundial em 2019. Keno ainda foi campeão dos Jogos Olímpicos da Juventude de 2018. 


Vale lembrar que este pré-olímpico já havia sido adiado às vésperas da realização no ano passado, tendo sido remarcado para maio deste ano. Nas últimas semanas, o temor pelo aumento no número de infecções de coronavírus pelas novas variantes fez com que os organizadores locais mais uma vez discutissem o futuro da competição.


A Federação Mexicana de Boxe chegou a entrar em contato com a Federação Argentina de Boxe para que o evento fosse disputado por lá. No entanto, a BTF optou por não fazer novas alterações logísticas e, após reunião com todas as entidades nacionais do continente, decretou o cancelamento nesta quinta. Em fevereiro deste ano, o Pré-Olímpico Mundial já havia sido cancelado pela força-tarefa do COI


Fora o Brasil, outros 14 países do continente garantiram atletas no boxe. Os Estados Unidos foi a nação que mais engordou sua delegação, com dez pugilistas classificados, preenchendo as cinco vagas femininas. Cuba, por sua vez, garantiu-se em todos os oito pesos masculinos, mas não obteve nenhuma cota feminina.  República Dominicana e Colômbia conseguiram seis e cinco vagas, respectivamente.


Com o acréscimo dos pugilistas, o Brasil tem agora 207 atletas garantidos nos Jogos Olímpicos de Tóquio, já superando os números de Sydney-2000, sua sexta maior delegação olímpica de todos os tempos. A expectativa é ultrapassar os 277 de Pequim-2008, recorde histórico para uma edição em solo estrangeiro.


Surte +: Confira a lista dos 200 atletas brasileiros classificados até então


Foto de capa: Jonne Roriz/COB




Nenhum comentário:

Postar um comentário