Parada das Nações Tóquio 2020 - Gana - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Parada das Nações Tóquio 2020 - Gana

Compartilhe


INTRODUÇÃO


Gana foi habitada na idade média por diversos reinos nos territórios centrais e do sul do país. Do século 13 em diante, os Akans emergiram e criaram diversos estados em Gana e no século 19, o sul da atual Gana se tornou parte do Reino de Ashanti.


O primeiro contato com os europeus aconteceu apenas no século 15, no caso os portugueses que estabeleceram a Costa do Ouro, onde construiram um assentamento chamado de São Jorge da Mina.


Após diversos países da Europa construírem fortes e negociar ouro no país (Portugal, Países Baixos, Alemanha, Suécia e o Reino da Noruega e Dinamarca), a Grã-Bretanha dominou boa parte do território e acabou por conquistá-lo no final do século 19.


Em 1957, foi publicado o ato de independência de Gana, que se tornou a República de Gana em 1960.



TRAJETÓRIA OLÍMPICA


Gana disputou pela primeira vez os Jogos Olímpicos em Helsinque 1952, ainda com o nome de Costa de Ouro, em que não conquistou medalhas. Mas logo na segunda olimpíada, em 1960, o país africano alcançou a sua primeira medalha, com Clement Quartey, na categoria até 63.5kg.



A mesma categoria deu um bronze para Eddie Blay, em 1964, enquanto Prince Amartey levou o bronze na categoria até 75kg. Depois, levou 20 anos para conquistar a última medalha, um bronze no futebol masculino em Barcelona.



ESPORTES DO PAÍS


+ FUTEBOL

O futebol é o esporte mais popular do país. Depois do bronze olímpico em 1992, o esporte cresceu bastante. O país conquistou quatro títulos na Copa Africana das Nações e um título da Copa do Mundo sub-20, única equipe da África a alcançar tal feito.

Gana foi a três Copas seguidas, sendo que em 2010 chegou as quartas de final, em que acabou eliminada pelo Uruguai nos pênaltis.


+ BOXE

O boxe ganes é uma das forças do país desde a década de 60. Tres das quatro medalhas olímpicas do país foram na modalidade. Um dos grandes boxeadores do país, Azumah Nelson, foi três vezes campeão mundial e alcançou um ouro nos Jogos Africanos, em 1978.





ATLETAS DE DESTAQUE


+ Joseph Amoah (Atletismo)

O velocista ganês, de apenas 23 anos, estuda e compete nos Estados Unidos. Amoah disputou o Mundial realizado em Doha, tendo ficado em 34º no 100m e 13º com a equipe de 4x100m


Azamati-Kwaku fez parte da equipe ganesa campeã dos  4x100m nos Jogos Asiáticos em 2019. Ainda nos Jogos Africanos, terminou em 4º lugar nos 100m.


O velocista irá disputar os 100m e 200m nos Jogos em Tóquio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário