Camacho-Quinn faz a setima melhor marca da história nos 100m com barreira no Jones Memorial Invitational - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Camacho-Quinn faz a setima melhor marca da história nos 100m com barreira no Jones Memorial Invitational

Compartilhe


Continuando seu retorno em grande estilo, Jasmine Camacho-Quinn, de Porto Rico, conquistou uma vitória nos 100m com barreiras com 12,32 (1,7 m/s) no último sábado (17), para chegar ao sétimo lugar na lista de todos os tempos no Tom Jones Memorial Invitational em Gainesville, Flórida.

Antes da abertura da temporada, a última corrida com barreiras de Camacho-Quinn havia sido em 2019 e a atleta olímpica do Rio 2016 começou a questionar se seu futuro residia em competir sobre as barreiras.

Mas sua perseverança está valendo a pena, já que em Gainesville, a bicampeã da NCAA tirou 0.08 de seu próprio recorde porto-riquenho, que havia sido estabelecido em 2018, para fazer grande retorno no ano olímpico.

Atrás dela, as irmãs britânicas Tiffany Porter e Cindy Sember registraram 12,62, com Brittany Anderson terminando em quarto lugar em 12,91.

Nos 110m com barreiras masculinos, o detentor do recorde mundial de 60m com barreiras nos EUA, Grant Holloway, que registrou 13.04 (2,2m/s) assistido pelo vento na semana anterior, correu para 13.07 (1,3m/s) com Trey Cunningham em segundo com seu PB de 13.28.

O campeão mundial de 400m Steven Gardiner foi o mais rápido em uma volta, marcando 44,71 em sua primeira corrida de 400m desde sua vitória pelo título mundial em Doha em 2019, enquanto o britânico Matthew Hudson-Smith foi segundo em 45.53. A mais rápido no naipe feminino foi Jessica Beard com um tempo de 51.00.

Javianne Oliver venceu os 100 metros femininos (11.12) da campeã olímpica de salto em distância Tianna Bartoletta (11.16).

Os 100 m masculinos viram o tempo mais rápido chegar na corrida universitária, com Jo'Vaughn Martin melhorando seu PB de 10.40 para 9.94 (1,6 m/s) para igualar a liderança mundial. Justin Gatlin foi o mais rápido nas corridas de 'Desenvolvimento Olímpico' com 9,98 (1,4 m/s), à frente de Andre De Grasse com 9.99, Kenny Bednarek com 10.03 e Noah Lyles com 10.08.

Apenas uma semana depois de marcar 10.72 para 100m, Sha'Carri Richardson continuou em boa forma ao correr 22.11 (1,0m / s) em sua estreia na temporada de 200m no primeiro dia de ação do Tom Jones Memorial Invitational na sexta-feira (16).

É o segundo tempo mais rápido da jovem de 21 anos na distância atrás de seu PB de 22.00 estabelecido na Flórida em agosto passado e viu o recordista mundial Sub-20 vencer a bateria por quase meio segundo à frente de Lynna Irby com 22.57 e a medalhista mundial e olímpico, Blessing Okagbare, ficou em terceiro lugar em 22.66.

O tempo de Richardson é o segundo mais rápido do mundo neste ponto inicial da temporada, atrás dos 22.03 de Shaunae Miller-Uibo no início deste mês.

Foto: Martin Meissner/AP

Nenhum comentário:

Postar um comentário