Flamengo supera Real Estelí e leva o título da Champions League das Américas de basquete - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Flamengo supera Real Estelí e leva o título da Champions League das Américas de basquete

Compartilhe
Flamengo é bicampeão da Champions League das Américas de Basquete


Após o vice-campeonato no ano passado, o Flamengo conseguiu a tão sonhada retomada das Américas. O rubro-negro superou os desfalques de Franco Balbi, Chuzito Gonzalez e Olivinha e o Real Estelí, da Nicaraguá, que jogava em casa no Poliesportivo Alexis Arguello em Managuá. Vitória por 84 a 80 para conquistar o campeonato da Champions League das Américas. 


Este foi o segundo título da principal competição de clubes do continente. A outra conquista foi em 2014, quando o torneio ainda era chamado de Liga das Américas. Agora o Flamengo vai esperar o campeão da Champions League da Europa para decidir o título intercontinental, conquista que o Flamengo também conseguiu em 2014, que tem a previsão de acontecer em fevereiro de 2022.



Rafael Hettshemeir foi o cestinha do Flamengo no jogo com 21 pontos e eleito MVP das finais, mas o destaque nos momentos decisivos foi Yago, que marcou 16 pontos e distribuiu 8 assistências. Marquinhos foi outro destaque rubro-negro com 15 pontos. Já pelo Real Estelí, Jeezrel de Jesus marcou 23 pontos, Javier Mojica marcou 16 pontos e Alexander Franklin marcou 14 pontos e 11 rebotes.


Na disputa do terceiro lugar, Minas superou o São Paulo por 75 a 58 - com destaque para David Jackson com 14 pontos - e ficou com o bronze.


O jogo


O Real Estelí começou o jogo na mesma proposta que eliminou Franca e Minas: transição rápida e arremessos idem - o famoso run and gun. E deu certo, graças ao flamengo que viu sua defesa demorar a achar um antídoto para deter Jeezrel de Jesus, que estava com a mão quente e marcou 16 pontos nos primeiros 10 minutos. 


Para não deixar os nicaraguenses escaparem, o Flamengo abusou das bolas de 3, com destaque para ótimo aproveitamento de Rafael Hettshemeir e Luke Martinez e conseguiu ficar apenas 1 pontos atrás do Estelí no fim do primeiro quarto: 25 a 24.


No segundo quarto o Flamengo ajeitou a defesa para conter o ímpeto dos nicaraguenses e com o auxílio das bolas de 3 - 9 acertos em 23 tentados só no primeiro tempo -, virou o jogo e limitou o ataque do Real Estelí a apenas 12 pontos no período, vencendo por 44 a 37 .


No terceiro quarto o Estelí tentou forçar o ritmo, mas viu o Flamengo anular seu ataque e os rubro-negros chegaram a abrir 14 pontos. Após um pedido de tempo, o 'trem do norte' reagiu e se não conseguiu virar o jogo, ao menos manteve a diferença igual quando era no início do quarto: 7 pontos (67 a 60 para o Flamengo)


O último período foi de drama para o Flamengo, que viu o Estelí tirar o espaço na linha de 3 e as bolas brasileiras deixaram de cair. Com o apoio da torcida, o time da Nicaragua se inflamou e conseguiu virar a partida a menos de 4 minutos para o fim. Com o jogo ganhando contornos mais tensos, as equipes começaram a errar muito mais e o Flamengo viu em Yago, sua válvula de escape no momento decisivo. o jovem armador foi preciso nos arremessos e nos lances livres e trouxe o rubro-negro de volta a dianteira no placar para garantir o título por 84 a 80.



Flamengo: Yago (16), Lucas Martinez (12), Marquinhos (15), Rafael Hettsheimeir (21) e Léo Demétrio (5) Entraram: Jhonatan (8), Diego Figueredo (1) e Rafael Mineiro (6)


Real Estelí: Jeezrel de Jesus (23), Javier Mojica (16), Bartel Lopez (2), Alexander Franklin (14) e Renaldo Balkman (13) Entraram: Sharlon Hodgson , Jeleel Akindele (2), Dalton Cacho (8) e Jared Ruiz (8) 


Foto: Gaspar Nóbrega/BCLA

Nenhum comentário:

Postar um comentário