FIG confirma Pan-americano de Ginástica no Brasil - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias



A Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) confirmou na tarde desta quinta-feira (15) que o Rio de Janeiro foi homologado pela Federação Internacional de Ginástica (FIG) como sede do Campeonato Pan-americano de Ginástica Artística, Rítmica e de Trampolim. A competição será realizada na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico da Barra, entre os dias 4 e 13 de junho.

O Campeonato estava previsto para acontecer nos Estados Unidos, em 2020, e foi adiado por causa da pandemia. Após a desistência da U.S. Gymnastics (federação do país), a União Pan-americana de Ginástica (UPAG) confirmou o Brasil como sede. A CBG já havia manifestado para a entidade continental o interesse em sediar o evento, caso os EUA desistissem.

“Vivemos tempos desafiadores, mas sempre acreditamos que temos o respaldo da comunidade internacional da nossa modalidade, por termos já realizado tantas competições importantes. O Brasil sabe fazer ginástica e sabe organizar competições de ginástica. Por isso, é com muito orgulho que vamos receber os representantes de todas as federações que buscam vagas olímpicas na Arena Carioca”, disse Luciene Resende, presidente da CBG.

O Pan vai distribuir as últimas vagas olímpicas das três modalidades da ginástica. Na Ginástica Artística, duas vagas estarão em disputa em cada gênero, através do resultado do individual-geral e com limite de uma vaga por país. Entre as mulheres, apenas Flávia Saraiva já tem uma vaga garantida pelos seus resultados no Mundial de 2019. O Brasil é favorito para conseguir uma dessas vagas. Vale lembrar que os Estados Unidos já tem o máximo de atletas permitido no feminino.

Na Ginástica Artística Masculina, o Brasil já tem uma vaga para quatro atletas que irão participar da competição por equipes, com a chance de garantir mais uma vaga individual. Este ginasta não poderá somar pontos para o Brasil na disputa por equipes nos Jogos Olímpicos. Além disso, só podem garantir essa vaga, atletas que não tenham participado da equipe brasileira no Mundial de 2019.

Na Ginástica Rítmica serão distribuídas uma vaga no conjunto e uma no individual-geral. No Trampolim irá se classificar apenas o campeão da competição masculina. O Pan não dará vaga no trampolim feminino, porque as Américas já conseguiu uma vaga para o Canadá, através do Mundial de 2019.  O Brasil ainda não tem vaga nas duas modalidades.

Errata: o texto originalmente falava que o Pan-americano daria duas vagas à Olimpíada na Ginástica de Trampolim (uma no masculino e outra no feminino). O texto foi corrigido às 15:20

Foto: Ricardo Bufolin/CBG

Nenhum comentário:

Postar um comentário