Fernanda Borges e revezamentos brasileiros vencem no Bryan Clay Invitational - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Fernanda Borges e revezamentos brasileiros vencem no Bryan Clay Invitational

Compartilhe

Os atletas brasileiros continuam competindo nos Estados Unidos, com foco nas grandes competições que irão ocorrer este ano, principalmente a Olimpíada de Tóquio, em agosto. Nesta sexta-feira (16), eles entraram em ação no Bryan Clay Invitational, na Califórnia, e conquistaram vitórias com os revezamentos 4x100m e com Fernanda Borges, no lançamento de disco, além de muitas classificações para as finais.

Em busca do índice olímpico, Fernanda Borges ganhou a disputa do lançamento de disco com 57,92m, colocando mais de seis metros sobre a segunda colocada Elle Alexander. A brasileira ainda busca se classificar para Tóquio-2020 e, para isso, precisa atingir 63,50m até junho, marca bem perto de seu recorde pessoal, que é de 64,66m (2018).

Os revezamentos 4x100m masculino e feminino também conquistaram o ouro em suas provas. Liderado por Paulo André, os homens venceram marcando 38.66, enquanto as mulheres chegaram em 43.45.

A equipe masculina em preparação para o Campeonato Mundial de Revezamentos também classificou três atletas para a final dos 100m rasos. Paulo André entra com primeiro tempo, já que fez 10.05, porém com o vento acima do permitido. Já com vento válido, Felipe Bardi anotou 10.10, enquanto Luís Gabriel Pereira Silva correu para 10.45.

Também em preparação para o torneio mundial, as representantes do revezamento feminino classificaram quatro atletas para final dos 100m rasos. O melhor tempo brasileiro foi de Vitória Rosa com 11.20, seguido de Rosangela Santos, com 11.26, Ana Carolina Azevedo, com 11.48, e Bruna Farias, com 11.53. O melhor tempo das eliminatórias foi da americana Candace Hill, a 11.13.

No 400m rasos masculino, o melhor tempo foi de Anderson Henriques, com 46.17, seguido de perto por Lucas Carvalho, 46.26. Além dos dois, passaram para final Alexander Russo, com 46.84, e João Cabral, com 47.68. Na versão feminina da prova, Tiffani Marinho (52.91), Tabata de Carvalho (52.91) e Cristiane Silva (54.89) se classificaram.

Recordista sul-americano nos 110m com barreiras, Gabriel Constantino passou para a final com a melhor marca da prova, anotando 13.45. Nos 400m com barreiras, Márcio Teles marcou 51.69 e carimbou sua vaga para final.
Nos 200m masculinoDerick Silva, com ajuda do vento (2,2 m/s) marcou 20.84 e passou para final. Na versão feminina, os três melhores tempos foram de brasileiras: Vitoria Rosa, com 23.11, seguida por Ana Carolina Azevedo, com 23.29, e Lorraine Martins, marcando 23.57

A competição segue neste sábado (17) com as disputas das finais, com muitas chances de medalha para os brasileiros.

Foto: Wagner Carmo/ CBAt

Nenhum comentário:

Postar um comentário