COB cancela programas sociais para reduzir delegação brasileira em Tóquio - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

COB cancela programas sociais para reduzir delegação brasileira em Tóquio

Compartilhe
Paulo Wanderley, Rogério Sampaio e Silvio Acácio Foto: Miriam Jeske/COB

O Comitê Olímpico Brasileiro anunciou na tarde deste sábado (10) o cancelamento de três programas com o intuito de reduzir em pelo menos cem pessoas a delegação brasileira presente nos Jogos Olímpicos de Tóquio, que começam em pouco mais de 100 dias. Assim, nenhum brasileiro viajará através dos programas Embaixadores, Vivência Olímpica e Família Olímpica para essa edição dos Jogos. 


Os programas Embaixadores e Vivência Olímpica propõe a ida de ex-atletas olímpicos e jovens atletas não-classificados, com a finalidade de proporcionar palestras e interação com o Time Brasil. Já o Família Olímpica levaria os presidentes das confederações esportivas para acompanharem suas modalidades, além de estarem próximos às suas Federações Internacionais. 


O objetivo do cancelamento é "de preservar a saúde e a integridade física dos atletas qualificados para Tóquio 2020", conforme informou o COB através de uma nota oficial.


O COB também decidiu diminuir a presença de diretores da entidade. Além dos integrantes da Missão, representarão o COB apenas o presidente, Paulo Wanderley, e o CEO, Rogério Sampaio, medalhista de ouro em Barcelona 1992. A entidade ainda afirmou que a decisão teve apoio unânime ao ser comunicada aos presidentes de confederações em reunião realizada nesta sexta (09).


Foto: Miriam Jeske/COB - Assembleia Eletiva do COB, em 2020 

Nenhum comentário:

Postar um comentário