Christopher Holm e Valentino Caputi fazem parte da nova geração do Esqui Alpino do Brasil - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Christopher Holm e Valentino Caputi fazem parte da nova geração do Esqui Alpino do Brasil

Compartilhe


Em fevereiro de 2021, dois brasileiros fascinados pela neve se encontraram na Itália em uma nova fase em suas vidas. Com apenas 16 anos, e em sua primeira temporada de competições internacionais, Christopher Holm e Valentino Caputi, se classificaram e estrearam em Campeonatos Mundiais de Esqui Alpino.

Apesar de Christopher e Valentino não residirem no mesmo país – Christopher reside na Alemanha, enquanto Valentino na Itália –, os dois brasileiros possuem muito mais em comum do que é perceptível à primeira vista

Nascidos em 2004, os dois jovens trilharam caminhos similares em termos esportivos, treinando desde muito jovens com clubes locais, e competindo em provas regionais, nacionais e internacionais para atletas abaixo de 16 anos, com resultados destacados, que incluem medalhas em provas internacionais.

A temporada 2020-2021 foi a primeira competindo em provas internacionais adultas para os dois, e os resultados chamam atenção.

Ambos os atletas conquistaram pontos comparáveis aos resultados de Jhonatan Longhi, esquiador brasileiro que representou o Brasil nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2010 e 2014, em sua primeira temporada em pontos FIS (quanto menos pontos, melhor é o resultado conquistado). Importante ressaltar, que o sistema de pontos foi alterado em 2019/20, tornando os pontos mais altos. Ou seja, o mesmo valor numérico, atualmente significa uma performance esportiva melhor que em temporadas anteriores.

Além de se classificar para o Campeonato Mundial, realizado em fevereiro na Itália, os jovens apresentam uma ótima consistência, e melhoraram de forma progressiva e constante seus resultados ao longo da temporada.

Christopher e Valentino representaram o Brasil no Mundial na Itália

O Mundial de Ski Alpino, realizado em Cortina d’Ampezzo (Itália) em fevereiro, teve três representantes brasileiros: Michel Macedo, Valentino Caputi e Christopher Holm. O evento foi a estreia em Mundiais da modalidade para Valentino e Christopher e foi uma oportunidade para eles competirem entre os melhores do mundo e se prepararem para os desafios futuros em suas carreiras esportivas.

“A temporada foi muito difícil. Eu agradeço à CBDN pela oportunidade dada a mim para representar o Brasil no Campeonato Mundial em Cortina. Foi uma experiência inesquecível. Tive algumas decepções e poucas satisfações, um dos meus objetivos pessoais que havia definido no começo do ano não foi alcançados (ter uma performance abaixo dos 100 pontos FIS), mas isso é apenas um estímulo para eu melhorar e trabalhar para achar meus limites. Em conclusão, eu gostaria de agradecer minha família, patrocinadores e os apoiadores por toda a ajuda”, comentou Valentino a respeito da temporada.

“Os dois jovens atletas possuem todos os elementos para ter uma carreira brilhante no esporte e representar muito bem o Brasil nos principais eventos mundiais. Ambos iniciaram cedo no esporte, dentro de um bom sistema esportivo, com ótimos treinadores, competições disponíveis, e com apoio incondicional da família.” comenta Pedro Cavazzoni, Superintendente da CBDN – Confederação Brasileira de Desportos na Neve.

Foto: Divulgação/Troféu Barrufa

Nenhum comentário:

Postar um comentário