Atletas brasileiros que estavam presos na Argentina voltam ao Brasil de carona com a delegação do Santos - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Atletas brasileiros que estavam presos na Argentina voltam ao Brasil de carona com a delegação do Santos

Compartilhe

Três atletas que buscam índice para Olimpíada estavam presos há nove dias na Argentina e graças a carona do Santos retornaram ao Brasil. Adelly Oliveira, Jonatha Mendes e Jonathas Brito competiram na Argentina no fim de março, mas tiveram dificuldades para retornar após o cancelamento de voos após o endurecimento de tráfego entre os países devido a pandemia da Covid-19.


Os três atletas viajaram para competir na cidade de Concepción del Uruguay com as passagens pagas pelo preparador físico e tinha data de retorno para o dia 29 de março, mas o voo da Latam foi cancelado. Após três remarcações, os atletas ficaram sem previsão da data de retorno e acionaram uma rede de apoio para conseguirem se manter. A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) pediu ajuda à Confederação Argentina, que providenciou alimentação e estadia.


O grupo ficou treinando em uma praça em Buenos Aires enquanto os contatos eram feitos no Brasil para viabilizar o retorno.  A ex-atleta olímpica Maíla Machado que disputou os 100m com barreira em Atenas 2004, Pequim 2008 e na Rio 2016, contatou Adalberto Almeida, nome conhecido nos bastidores do atletismo e hoje empresário do volante Diego Pituca, recentemente negociado pelo Santos para o Kashima Antlers, do Japão.


Os dois entraram em contato com o Secretario Especial do Esporte Marcelo Magalhães, que informou que o Itamaraty só fazia repatriação acima de 10 pessoas e que infelizmente não poderia ajudar. Adalberto então levantou a possibilidade de pedir Carona ao Santos no voo fretado que traria o time de volta da Argentina após o confronto com o San Lorenzo pela libertadores na terça-feira (06/04).


"O Adalberto tem contato forte no Santos e na CBF, mas nos faltava um contato na Conmebol. Descobrimos o Frederico Nantes, que é Secretario da Conmebol e árbitro de atletismo.. A CBAt enviou um ofício para CBF, Conmebol e o Santos, porque tudo tinha que estar no papel. Aí acionamos a vigilância sanitária  porque eles precisariam de teste de Covid. No fim tudo deu certo e eles chegaram em casa ontem às 7 da manhã" disse Maíla.


"Nós ficamos sem poder voltar para casa por conta do fechamento das fronteiras. Nosso voo foi cancelado três vezes. Hoje estamos no aconchego da nossa casa para agradecer a algumas pessoas que se mobilizaram para podermos voltar(...) Graças a comissão do Santos, nós pudemos voltar para casa" disse Adelly  em meio a uma longa lista de agradecimentos em uma rede social.


"A Covid esta aí, e o Brasil está na situação em que se encontra. Tem pessoas que amam o esporte e o ser humano. Estamos aqui para agradecer de coração. Aqui está nosso muito obrigado por nos apoiarem. Estamos em busca do índice Olímpico, do sonho Olímpico, e sem vocês não seria possível nossa volta a casa para treinar" disse Jonathas.


Em Concepción, Adelly foi ouro nos 100m com barreira e prata nos 100m rasos, Jonathas Brito e Jhonata Mendes, foram respectivamente prata e bronze nos 110m com barreiras.


Foto: Arquivo pessoal

Nenhum comentário:

Postar um comentário