Artur Dalaloyan está fora do Europeu de Ginástica após lesão no tendão de Aquiles - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Artur Dalaloyan está fora do Europeu de Ginástica após lesão no tendão de Aquiles

Compartilhe
*com Débora Elisa e Nathan Raileanu

O ginasta russo Artur Dalaloyan, Campeão Mundial no Individual Geral em 2018, foi cortado da equipe que irá representar o país no Campeonato Europeu de Ginástica, após uma ruptura parcial no tendão de Aquiles. O atleta treinava para a competição que será disputada em Basel (SUI), na próxima semana, quando sofreu a lesão. Kirill Prokopyev o substitui na equipe que também terá Nikita Nagorny, David Belyavskiy e Aleksandr Kartsev.

O atleta foi operado nesta sexta-feira (16) e de acordo com Valentina Rodnienko, técnica-chefe da seleção russa de ginástica, a cirurgia foi um sucesso. “Os médicos estão otimistas, eles dizem que a recuperação completa deve levar três meses. Nós ainda contamos com ele”, disse para a agência de notícias TASS.

A cirurgia é o principal tratamento para esses tipo de lesão em atletas de alto nível, como informa Luísa S N Freitas, Fisioterapeuta e Mestre em Ciências do Esporte pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). “Em atletas de alto rendimento hoje, nesse tipo de lesão, normalmente se opta pelo tratamento cirúrgico porque a recuperação tende a ser mais rápida. O problema maior é o tempo que ele deve ficar imobilizado, o que depende do grau da ruptura”.

Com a perspectiva de recuperação total até julho, ainda é possível que o ginasta vá aos Jogos Olímpicos de Tóquio. Mas não dá para saber se o ginasta voltará a competir em todos os aparelhos e com o mesmo grau de dificuldade de antes da lesão. "Considerar uma medalha pra ele é muito mais difícil do que só voltar a competir. Se ele estava sendo considerado um dos favoritos pra ganhar, acho que vai ser uma história de superação gigantesca se ele conseguir uma medalha, o que deve ser difícil”, comenta a fisioterapeuta.

Para Daniel "Magoo" Salvioni, técnico e professor de ginástica artística, é possível que o ginasta se recupere a tempo da Tóquio 2020. “Depende do grau da lesão e dos recursos que ele terá para recuperação”, disse. O técnico também comentou que caso Dalaloyan não possa ir aos Jogos Olímpicos, pode aumentar a pressão na equipe russa, atual campeã do mundo e que terá forte concorrência da China e do Japão na Olimpíada. “É uma equipe que tem outras pessoas de reposição. Mas um atleta completo como ele é muito mais difícil para substituir. Será uma perda considerável e os outros atletas vão ficar com mais pressão na competição com certeza”.

Artur Dalaloyan é uma das principais estrelas da ginástica artística masculina atualmente e antes da lesão, era um dos favoritos ao ouro olímpico no individual geral e na competição por equipes, além de ter chances de medalhas no solo, salto, barra fixa e barras paralelas.

Foto: Wolfgang Rattay/Reuteurs

Nenhum comentário:

Postar um comentário