Já rebaixado, Ribeirão Preto bate o SESI-SP na Superliga de Vôlei masculino - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Já rebaixado, Ribeirão Preto bate o SESI-SP na Superliga de Vôlei masculino

Compartilhe



Um jogo extremamente equilibrado movimentou a noite da quinta-feira (04), quando o Ribeirão Preto superou o SESI-SP no tie break em jogo pela nona rodada do returno da Superliga masculina de vôlei 20/21. Jogando em casa, no ginásio Cava do Bosque em Ribeirão Preto (SP), o time dirigido pelo técnico Marcos Pacheco venceu por 3 a 2, com parciais de 25/21, 22/25, 17/25, 32/30 e 22/20.


Mesmo com a vitória, o Ribeirão Preto (10 pontos) já não tem mais chances de fugir do rebaixamento, enquanto o SESI-SP, apesar da derrota, com o ponto conquistado chegou a 17 pontos e confirmou a presença na Superliga 21/22, rebaixando o Caramuru, que só pode chegar a 16 pontos.


O time vencedor teve pontuação bastante dividida. André Luiz marcou 21 pontos, Renan foi responsável por 20 pontos, Guilherme Rech, 16, e Roberval, 14. O ponteiro André faturou o Troféu VivaVôlei. O jogador, no entanto, fez questão de dividir a premiação individual com o levantador Ramon, que entrou ao longo do jogo.


O técnico do Ribeirão Preto, o experiente Marcos Pacheco comemorou a vitória e elogiou seus comandados. “Estou muito contente. Tivemos uma temporada muito difícil, complicada, muito dura, mas em nenhum momento os garotos deixaram de treinar forte, se dedicar, de se esforçar. Foi difícil para eles também e eles sempre lutara”, disse Pacheco.


O treinador também falou sobre a partida desta noite. “Hoje foi um jogo duro, difícil, conseguimos reverter um quadro muito complicado no quarto set e eles foram corajosos o tempo todo. Acertamos, erramos, mas todos lutaram. O Ramon entrou em uma situação complicada no quarto set, mas suportou mesmo tão jovem. Todos entraram bem”, seguiu elogiando o comandante.


Pacheco complementou: “houve alguma oscilação, que é absolutamente normal, mas estou muito feliz pela dedicação, pelo empenho e por essa vitória tão importante para um grupo muito lutador”, concluiu Marcos Pacheco.


O oposto do SESI-SP, Darlan, foi o maior pontuador geral da partida. O irmão mais novo do oposto Alan, da seleção brasileira e do Cruzeiro  marcou 37 pontos no total, sendo 36 de ataque e um de saque.


Foto: Agênciai7/Cruzeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário