Com uma vitória e dois top-5, Martine Grael e Kahena Kunze disparam na liderança em Lanzarote - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Com uma vitória e dois top-5, Martine Grael e Kahena Kunze disparam na liderança em Lanzarote

Compartilhe

As velejadoras brasileiras Martine Grael e Kahena Kunze assumiram a liderança da classe 49erFX na Regata Internacional de Lanzarote, na Espanha, após vencer uma regata e chegar entre as cinco primeiras nas outras duas disputas desta terça-feira (23). Com nove provas completas, elas têm 25 pontos perdidos, dez a menos que as neerlandesas Annemiek Bekkering/Annette Duetz, que aparecem em segundo.


Atuais campeãs olímpicas, Martine e Kahena iniciaram o dia na segunda colocação, com três pontos atrás das norueguesas Helene Ness e Marie Ronningen. Ao final das disputas, elas não só conseguiram ultrapassar as adversárias, como também impuseram uma distância de 11 pontos sobre elas.


As brasileiras ficaram em na primeira regata da terça-feira, venceram a segunda e fecharam em na última disputa do dia. As norueguesas, por sua vez, ficaram em 15º - que foi descartado -, em 12º e em 6º, totalizando 36 pontos perdidos e uma queda para a terceira colocação geral. Elas também foram ultrapassadas por Bekkering/Duetz, dos Países Baixos, que tiveram dois 4º lugares e um 7º.


Após nove regatas, Martine e Kahena já possuem duas vitórias na competição, três vices e um terceiro lugar. Elas também já ficaram em quinto e em nono, além de um 12º lugar que foi descartado. Elas, juntamente com outros 24 barcos, seguem para a disputa da flotilha de ouro, que será iniciada na quarta-feira. Serão disputadas mais seis regatas antes da medal race.


Vale destacar que a Regata Internacional de Lanzarote reúne as principais atletas mundiais da classe 49er FX. Com exceção da Austrália, todos os 18 países já garantidos nos Jogos Olímpicos de Tóquio enviaram força máxima para a disputa da categoria.


Além disso, o torneio também serve como qualificatório aos Jogos para os barcos europeus que ainda não possuem lugar garantido no megaevento. Na classe 49er FX, seguem na disputa da vaga, nesta ordem: Croácia, Bélgica, República, Finlândia, Suécia e Rússia.


As provas da Nacra 17 e da 49er - estas sem a presença de brasileiros - também compõem o programa de Lanzarote como pré-olímpico. Na Nacra 17, a Tunísia classificou um barco a Tóquio 2020, preenchendo a cota da África. Finlândia, Grécia, Países Baixos e Croácia seguem na briga pela vaga europeia. Na 49er, apenas Irlanda, Bélgica e Itália seguem com chances.


Foto de capa: Divulgação/Sailing Energy

Nenhum comentário:

Postar um comentário