Judô brasileiro tem mais um dia ruim e conquista duas vitórias no segundo dia do Grand Slam de Tel Aviv - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Judô brasileiro tem mais um dia ruim e conquista duas vitórias no segundo dia do Grand Slam de Tel Aviv

Compartilhe

Cinco judocas brasileiros entraram em ação nesta sexta-feira (19), pelo segundo dia de disputas do Grand Slam de Tel Aviv, em Israel. E mais uma vez, passaram longe de chegar a finais. Assim como no dia de abertura, apenas duas vitórias foram obtidas, com João Macedo e Maria Portela - eliminados na segunda rodada. Eduardo Barbosa, David Lima e Victor Penalber caíram na estreia..


Maria Portela, na categoria até 70kg, foi a responsável pelo primeiro triunfo brasileiro feminino no torneio. Em 13º lugar no ranking olímpico e cabeça de chave número 8, ela bateu a anfitriã Shaked Amihai, por ippon, no golden score, sendo eliminada na fase seguinte pela britânica Kelly Petersen Pollard após receber três punições (a última por entrada falsa).


Assim como Portela, João Macedo encarou um atleta israelense em sua estreia na categoria até 81kg, Dilan Rechister. Repetindo o desempenho da compatriota, ele derrotou o adversário por ippon. Na segunda rodada, perdeu para o belga Matthias Casse, primeiro cabeça de chave do evento, por waza-ari.


Também entre os meio-médios, Victor Penalber foi eliminado em sua estreia - na segunda rodada. Ele caiu diante do italiano Kenny Komi Bedel, com um waza-ari seguido de ippon. Macedo e Penalber estão longe da zona de classificação olímpica da categoria, estando em 57º e 69º, respectivamente. Eduardo Yudy, que não competiu em Tel Aviv, está em 20º e seria o representante brasileiro em Tóquio 2020 hoje.


Surte +: Confira um resumo do primeiro dia do Grand Slam de Tel Aviv


Outro momentaneamente garantido nos Jogos é Eduardo Barbosa, na categoria até 73kg - classificado pela vaga continental -, que caiu em sua estreia no Grand Slam israelense, diante do britânico Eric Ham, por ippon. No mesmo peso, David Lima perdeu para o búlgaro Mark Hristov, por waza-ari.


Encerrado o segundo dia de disputas, o Brasil tem um saldo não satisfatório no Grand Slam de Israel. De 11 atletas que já entraram em ação, sete foram eliminados na primeira luta. Com quatro vitórias, a delegação brasileira iguala o desempenho da primeira competição da temporada, o Masters de Doha, em janeiro. Na ocasião, 15 dos 18 atletas nacionais caíram em suas estreias.


Mais três judocas brasileiros entram em ação neste sábado, na terceira e última sessão da competição: Maria Suelen Altheman (+78kg), Rafael Macedo (90kg) e Leonardo Gonçalves (100kg). Vale destacar que a convocação da seleção foi dividida entre os Grand Slams de Tel Aviv e de Tashkent, que está previsto para os dias 05, 06 e 07 de março. 


Surte +: Confira todas as chaves do torneio israelense


Foto de capa: Arquivo/Gabriela Sabau/IJF

Nenhum comentário:

Postar um comentário