Brasil encerra participação no Masters de Judô sem pódios ou finais - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Brasil encerra participação no Masters de Judô sem pódios ou finais

Compartilhe


O Brasil encerrou sua participação no Masters de Judô, em Doha, no Catar, sem conquistar medalhas e nem chegar a finais. Os melhores resultados da delegação foram obtidos nesta quarta-feira (13), pelos pesados David Moura e Beatriz Souza, que ficaram na sétima colocação. Fora os dois, os cinco brasileiros que competiram neste terceiro e último dia de disputas foram eliminados na estreia.


David Moura foi o único brasileiro a vencer duas lutas na competição. Integrante da categoria acima de 100kg, ele conseguiu ippons sobre o sul-coreano Sungmin Kim, na estreia, e sobre o neerlandês Jur Spijkers, na fase seguinte. Ele acabou derrotado nas quartas de final pelo ucraniano Yakiv Khammo, por waza-ari. David voltou a perder na repescagem, agora para o russo Tamerlan Bashaev.


Bia Souza foi outra a ficar pelo caminho na disputa de uma medalha. Uma das cabeças de chave da categoria acima de 78kg feminina, ela estreou já na segunda rodada, diante da sérvia Miica Zabic. A brasileira passou por ippon pela europeia e avançou às quartas, onde encarou a turca Kayra Sayit. Bia chegou a forçar duas punições à adversária, mas sofreu um ippon e foi encaminhada à repescagem. Lá, foi projetada por Nihel Cheikh Rouhou, da Tunísia, e acabou eliminada.


Outros dois representantes das categorias pesadas, Maria Suelen Altheman e Rafael Silva foram eliminados ainda em suas estreias. Número 2 do mundo, Suelen foi desclassificada por executar um golpe irregular na camaronesa Hortence Vanesssa Mballa Atangan. Já Baby perdeu para Iurii Krakovetskii, do Quirguistão, após receber três punições.


Além dos pesados, competiram nesta quarta Rafael Macedo, nos médios, que caiu para o mongol Altanbagana Gantulga, por waza-ari; e Rafael Buzacarini e Leonardo Gonçalves, entre os meio-pesados, que perderam para o azeri Elmar Gasimov e para o canadense Shady Elnahas, respectivamente.


Com os resultados do último dia de disputas, o Brasil encerrou sua participação no Masters de Judô com apenas quatro vitórias. Dos 18 judocas da delegação verde-amarela na capital catari, 15 foram eliminados na estreia. Fora Bia e David Moura, o melhor resultado foi de Daniel Cargnin, que parou nas oitavas de final da categoria até 60kg.


A campanha liga o sinal de alerta na equipe brasileira para a sequência da temporada, já que o Masters é a segunda competição mais importante da corrida olímpica do judô, distribuindo até 1.800 pontos ao campeão no ranking mundial. O torneio fica atrás somente do Campeonato Mundial, a ser realizado em junho, em Budapeste, na Hungria, que distribui 2.000 pontos.


Agora, a seleção brasileira retornará ao Brasil e voltará a se reapresentar em 25 de janeiro, em Pindamonhangaba, no interior de São Paulo, para um período de dez dias de treino em preparação para a próxima grande competição do ano, o Grand Slam de Tel Aviv (ISR), que será disputado entre 18 e 20 de fevereiro.

Foto de capa: Reprodução/IJF

Nenhum comentário:

Postar um comentário