Instalações olímpicas não foram danificadas pelo forte terremoto de Fukushima - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Instalações olímpicas não foram danificadas pelo forte terremoto de Fukushima

Compartilhe

 


As três instalações olímpicas fora de Tóquio não foram afetadas pelo forte terremoto de 7,3 graus na escala Richter que atingiu a costa leste de Japão no sábado (13). O terremoto - dado um seis na escala sísmica do Japão, o segundo nível mais alto - abalou edifícios e provocou apagões.


Tóquio está entre as áreas que mais sofreram os efeitos do terremoto, que a Agência Meteorológica do Japão disse ter atingido a uma profundidade de 60 quilômetros no Pacífico, ao largo de Fukushima. 


De acordo com a agência de notícias japonesa Kyodo News, o Comitê Organizador de Tóquio 2020 informou que nenhum dano foi encontrado em três locais ao norte e ao leste da capital. Isso incluiu o Estádio de Beisebol Azuma, na cidade de Fukushima, que está programado para sediar partidas de beisebol e softbol nos Jogos.


O estádio Miyagi e o estádio Kashima também não foram danificados, junto com todas as instalações temporárias. Ambos os locais estão programados para sediar jogos de futebol nos Jogos Olímpicos remarcados.


A Kyodo News informou que o Tokyo 2020 está definido para completar pesquisas completas dos locais dos Jogos já amanhã para avaliar mais de perto se algum dano foi causado.


Há cerca de 10 anos em 11 de março de 2011, a região de Tohoku em Fukushima foi atingida por um terremoto de 9,1 graus na escala Richter. O tremor desencadeou o tsunami devastador que levou ao desastre nuclear nas instalações da Daiichi. Os organizadores estão ansiosos para associar os Jogos aos esforços de reconstrução após o desastre.


No domingo (14), um tremor de 5,2 magnitude foi sentido, com um epicentro fora de Fukushima, mas nenhum aviso de tsunami foi emitido.


Foto: Yomiuri Shinbun/AP

Nenhum comentário:

Postar um comentário