Wrestling encerra Missão Europa e celebra conquistas dentro e fora dos tapetes - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Wrestling encerra Missão Europa e celebra conquistas dentro e fora dos tapetes

Compartilhe



O wrestling brasileiro encerrou na última sexta-feira (4), a participação na Missão Europa, campo de treinamento promovido pelo Comitê Olímpico do Brasil, em Rio Maior, Portugal. Ao longo de 25 dias atletas, treinadores e fisioterapeuta da Confederação Brasileira de Wrestling puderam realizar uma rotina de treino e estrutura em alto nível mesmo com a pandemia causada pelo coronavírus. 


“Viemos de um período longo em que os atletas estavam em diferentes condições de treinos em seus estados, e essa experiência nos permitiu voltar a um ritmo competitivo. A última competição foi há 9 meses e o pré-olímpico está marcado para final de abril. A Missão Europa foi essencial para iniciar a preparação para seletiva. Diante das condições atuais, acredito que a diferença para conquista da vaga será para quem souber tirar proveito desse momento da melhor forma possível com seus recursos, para chegar no auge no pré-olímpico”, afirmou a campeã pan-americana de wrestling, Giullia Penalber, que ainda busca vaga em Tóquio. 


Além de Giullia, nomes como Aline Silva, medalhista mundial, atleta olímpica e já classificada para os Jogos Olímpicos de Tóquio, e Angelo Moreira, multicampeão do estilo greco-romano, a delegação contou com atletas jovens com grandes chances de integrar a equipe nacional nos Jogos Olímpicos de Paris, em 2024. Destaques como Calebe Correa, André Pinto, Rosemary Brito, Assiria Silva, Gracyenne Helena, Letícia Pimenta e Thaissa Ribeiro, puderam conviver e aprender com os companheiros. 


“Tive oportunidade de treinar com essas referências do wrestling como Angelo e Aline, mas convivendo um período maior com eles pude observar e aprender como se portam. Retorno para o Mato Grosso, muito mais paciente e mais profissional com tudo que aprendi na Missão Europa. Só tenho a agradecer ao COB e a CBW pela oportunidade”, afirmou Guilherme, eleito melhor atleta masculino dos Jogos Escolares da Juventude 2019 entre todas as modalidades. 


Os lutadores da Missão Europa regressam a seus estados de origem e se preparam para os torneios de 2021. O wrestling brasileiro conta com três atletas classificados para os Jogos Olímpicos de Tóquio. Além de Aline Silva da categoria até 76kg, Lais Nunes até 62kg, também no wrestling feminino e Eduard Soghomonyan até 130kg do estilo greco-romano. A seletiva mundial, última chance de garantir vaga em Tóquio, será realizada em 2021 e classificará dois atletas por categoria de peso nas 18 categorias olímpicas da modalidade.


Foto: Diuvlgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário