Torneios nos EUA e Turquia abrem temporada 2021 da ATP; Australian Open é adiado para fevereiro - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Torneios nos EUA e Turquia abrem temporada 2021 da ATP; Australian Open é adiado para fevereiro

Compartilhe

 


Os ATPs 250 de Delray Beach, nos Estados Unidos e de Antalya, na Turquia, abrirão a temporada 2021 do tênis masculino, que começará no dia 5 de janeiro. O anúncio foi feito pela Associação dos Tenistas Profissionais, na última quarta-feira (16). A entidade comunicou também o adiamento do Australian Open para fevereiro, devido à pandemia de coronavírus, além da realização de três torneios preparatórios em Melbourne, antes do primeiro Grand Slam do ano. 


A ATP delineou um cronograma para as sete primeiras semanas de 2021. Ainda durante a realização dos dois torneios já citados acima (de 5 a 13 de janeiro), a cidade de Doha, no Catar, receberá entre os dias 10 e 13 de janeiro, o evento qualificatório para o Australian Open. 


Melbourne não poderá sediar o torneio qualificatório para o Australian Open por causa das restrições de viagem impostas pelo governo do estado de Victoria devido à pandemia de coronavírus.


Entre os dias 14 e 30 de janeiro, haverá uma pausa no calendário dos torneios nos principais níveis da ATP. Esse tempo servirá para que os tenistas e suas respectivas equipes possam chegar com antecedência na Austrália, para o cumprimento de 14 dias de isolamento social obrigatório, de acordo com os requisitos das autoridades australianas de saúde pública e imigração.


A partir do dia 31 de janeiro começa a série dos três torneios preparatórios para o Australian Open. Com o objetivo de evitar deslocamentos, o ATP 250 de Adelaide foi transferido para Melbourne, que também ganhou um torneio nível 250 adicional. Ambos serão realizados entre os dias 31 de janeiro e 6 de fevereiro. 


O terceiro evento da série preparatória para o Aberto da Austrália, é a ATP Cup, competição disputada entre países, que reunirá 12 seleções entre o dia 1º e 5 de fevereiro.


Essa é uma movimentação semelhante ao que ocorreu durante o US Open de 2020, quando a ATP moveu o Masters 1000 de Cincinnati, para Nova York, evitando assim longos deslocamentos dos atletas. 


Por fim, entre os dias 8 e 21 de fevereiro, será a vez dos tenistas disputarem o Australian Open, que estava marcado para ocorrer originalmente a partir de 18 de janeiro.


O presidente da ATP, Andrea Gaudenzi agradeceu o esforço de todos os envolvidos no projeto do calendário para o início da temporada 2021. “Isso representa um enorme esforço colaborativo no tênis, em circunstâncias desafiadoras. Junto com o apoio dos nossos torneios, jogadores, parceiros e da Tennis Australia, fomos capazes de nos adaptar e criar um começo de temporada emocionante. A saúde e a segurança continuarão a ser primordiais à medida que navegamos pelos desafios à frente, e quero agradecer a todos os envolvidos por seu compromisso em encontrar soluções para lançar nossa temporada de 2021”. 


Rio Open adiado e cancelamento de torneios


A entidade revelou ainda o cancelamento dos ATPs 250 de Auckland (Nova Zelândia), Nova York (Estados Unidos) e Pune (Índia). Além disso, foi confirmado também o adiamento do ATP 500 do Rio de Janeiro, conhecido como Rio Open, que não será realizado em fevereiro, como ocorre desde 2014. Datas alternativas no calendário serão avaliadas para que o torneio potencialmente ocorra no final do ano.


O cronograma para os eventos entre as semanas 8 e 13, logo após o Aberto da Austrália, ainda está sendo formulado e deverá ser anunciado em breve. Já os campeonatos programados para depois da semana 14 seguem sem alterações. 


Cronograma ATP Challenger Tour


A temporada 2021 do ATP Challenger Tour, série de torneios de nível mais baixo promovidos pela entidade, conta com um cronograma inicial de cinco semanas e começará no dia 18 de janeiro, com um evento em Istambul, na Turquia. A partir do dia 25 do mesmo mês, mais dois campeonatos serão realizados: um em Antalya (Turquia) e outro em Quimper (França). 


No dia 1º de fevereiro, mais dois Challengers serão disputados: Antalya II e Orleans (França). 


A partir do dia 8 de fevereiro, outros três eventos movimentarão o Challenger Tour: Cherbourg (França), Biella (Itália) e Potchefstroom (África do Sul). 


Para finalizar o cronograma das cinco primeiras semanas, Biella e Potchefstroom serão novamente cidades-sede dos torneios ATP Challenger. 


Vale lembrar que, devido à obrigatoriedade do cumprimento de 14 dias de isolamento social, os tenistas que estiverem aptos (via ranking ou via evento qualificatório) para disputar o Australian Open, não poderão jogar os torneios do Challenger Tour que foram anunciados pela ATP.


Foto: Reprodução/Tennis World USA

Nenhum comentário:

Postar um comentário