Oito surfistas brasileiros avançam à terceira rodada do Pipe Masters



A quarta-feira (9) foi um bom dia para os surfistas da Brazilian Storm, no início da temporada 2020/21 da Liga Mundial de Surfe (WSL). Dos 11 brasileiros inscritos no Pipe Masters, oito passaram direto para a próxima fase da etapa das míticas ondas de Pipeline, que chega a sua 50ª edição homenageando Andy Irons, surfista tricampeão mundial que faleceu em 2010. 


Mesmo com mar inconstante, que levou a organização a paralisar a disputa por mais de uma hora, Ítalo Ferreira, Yago Dora, Filipe Toledo e Caio Ibelli (conseguiu a maior nota do dia, com 8,33) garantiram vitórias para o Brasil, enquanto Gabriel Medina, Jadson André, Deivid Silva e Miguel Pupo se classificaram em segundo. Já Adriano "Mineirinho" de Souza, Peterson Crisanto e Alex Ribeiro ficaram em terceiro em suas baterias e terão que passar pela repescagem.



Após um dia recheado de emoções, a quinta-feira foi de descanso para os brasileiros, já que não houve competições. Se as condições do mar estiverem favoráveis, as disputas serão retomadas nesta sexta-feira (11), com as baterias de repescagem e da terceira rodada, além das demais fases, se puderem ser realizadas enquanto houver luz natural. 


Foto: WSL/Tony Heff

Comente

Postagem Anterior Próxima Postagem