COB e eMuseu do Esporte inauguram a exposição Centenário Olímpico





Comitê Olímpico do Brasil (COB) e o eMuseu do Esporte inauguram no dia 14, segunda-feira, às 18h, a exposição virtual Centenário Olímpico, com curadoria e acervo da área de Cultura e Valores Olímpicos da entidade. Projetada para ser bilíngue e com transmissão em libras, a expo está hospedada em uma plataforma 3D com galerias que passam por todas as edições olímpicas das quais o Brasil já participou. A exposição conta ainda com a narração dos atletas olímpicos Fabi Alvim, Thiago Pereira, Isabel Swan, Yane Marques, Tiago Camilo e Rogério Sampaio. 



“Lançar a galeria do Centenário Olímpico é mais uma ação que honra este ano tão emblemático para o Movimento Olímpico brasileiro. Dessa forma, prolongamos para o próximo ano as homenagens que nossos atletas tanto merecem. Esta parceria com o eMuseu do Esporte aconteceu em momento muito oportuno, especialmente em virtude da pandemia, já nos possibilita ampliar o alcance, levando ao maior número possível de espectadores esta exposição virtual que preparamos com imenso zelo e dedicação”, diz o diretor-geral e campeão olímpico de judô, Rogério Sampaio. 


O lançamento virtual acontecerá às 18h e contará com a participação do campeão olímpico e diretor-geral do COB, Rogério Sampaio; do professor Lamartine da Costa, curador do eMuseu do Esporte; da gestora do eMuseu do Esporte, Bianca Gama; da diretora do Departamento de Inovação da UERJ, Marinilza Bruno de Carvalho; e do secretário de Esporte, Lazer e Juventude do Estado do Rio de Janeiro, Leandro Alves. A live também trará um bate-papo com os atletas Poliana Okimoto, Isabel Swan e Tiago Camilo, além da exibição de um vídeo apresentando o passeio virtual pela galeria. 


"Ter a galeria do COB no eMuseu do Esporte é um grande marco para a história do esporte olímpico brasileiro, um verdadeiro legado de memória nacional e sobretudo de construção do Futuro do Esporte. Através desta parceria poderemos apresentar ao mundo os momentos marcantes do centenário dos Jogos olímpicos, sendo emblemática essa narrativa escolhida pelo COB", afirma Bianca Gama, idealizadora e gestora do eMuseu do Esporte. 



“A parceria entre o eMuseu do Esporte e o COB promove um avanço na história olímpica, uma vez que além de preservar a memória, pela primeira vez, por meio da tecnologia, poderemos divulgar nacional e internacionalmente as conquistas brasileiras nos 100 anos de Experiências Olímpicas”, completa Lamartine DaCosta, idealizador e Curador do eMuseu do Esporte. 


“Esta nova exposição do eMuseu do Esporte torna ainda mais acessível um relevante equipamento esportivo, o Parque Olímpico. Espaço que marcou a história por ter recebido os Jogos Olímpicos Rio 2016, e de alguma forma nos conecta ao que será vivido em Tóquio. A Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude tem muito orgulho em contribuir, através da Lei de Incentivo ao Esporte do Governo do Estado do Rio de Janeiro, na perpetuação da história do esporte, pensando também no registro do presente e nas possibilidades do futuro”, declara Leandro Alves, Secretário de Estado de Esporte, Lazer e Juventude. 




Exposição Centenário Olímpico


A expo Centenário Olímpico reúne cartazes das 22 edições dos jogos, oito vídeos - seis deles narrados por atletas olímpicos, um institucional e outro de animação -, além de 70 fotos das participações do Brasil em Jogos Olímpicos. 


O início do percurso traz uma apresentação sobre a visita com mensagem do presidente do COB, Paulo Wanderley. O primeiro painel da exposição mostra os Jogos Antuérpia 1920 e traz um vídeo com charges de Saulo Cruz contando a história curiosa da viagem da delegação brasileira até os Jogos. 


De Antuérpia, os visitantes seguirão para Paris 1924 até chegarem em Barcelona 1992, sempre guiados por uma narrativa de fotos e pequenos textos. 


A partir de Atlanta 1996 até Rio 2016, atletas olímpicos narram vídeos sobre cada edição. Fabi Alvim fala dos Jogos Olímpicos de Atlanta; Thiago Pereira, de Sidney 2000; Isabel Swan, Atenas 2004, Yane Marques, Pequim 2008; Tiago Camilo, Londres 2012; e Rogério Sampaio, do Rio 2016. 


Durante o percurso virtual, é possível visualizar 15 peças que compõem o acervo histórico do COB, como tochas, medalhas e mascotes. Nesta mesma área, há uma sala com um vídeo institucional da entidade. 


O último módulo, que encerra a exposição, é dedicado aos nossos 13 bicampeões olímpicos: Adhemar Ferreira da Silva; Torben Grael; Marcelo Ferreira; Robert Scheidt; Maurício Lima; Giovane Gavio; Fabi Alvim; Fabiana Claudino; Jaqueline Carvalho; Paula Pequeno; Sheilla Castro; Thaisa Menezes; e Sérgio Dutra Santos. Nesse espaço, o visitante vai conhecer algumas de suas histórias de esforço, dedicação e vitórias desses atletas que conquistaram o ouro e levaram o Brasil ao lugar mais alto do pódio por duas vezes.


Foto: Divulgação

Comente

Postagem Anterior Próxima Postagem