Tijuca Tênis Clube ganha de forma invicta o Grupo 5 da Superliga C e sobe para a Superliga B masculina de Vôlei - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Tijuca Tênis Clube ganha de forma invicta o Grupo 5 da Superliga C e sobe para a Superliga B masculina de Vôlei

Compartilhe



O Tijuca Tênis Clube precisava de apenas um set para assegurar o título do Grupo 5 da Superliga C masculina 2020, mas o time não se acomodou e superou o Campos (RJ) por 3 sets a 0 (25/13, 25/15 e 25/21) no encerramento da competição que deu acesso à Superliga B 2021 no domingo (08), no ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro (RJ). 


A vitória marca mais um passo à frente no projeto do tradicional clube da Zona Norte do Rio de Janeiro, que há poucas semanas mostrou força ao conquistar o título estadual. O time teve campanha dominante no Grupo 5 da Superliga C, vencendo todos seus quatro jogos e perdendo apenas um set na competição. 


O time comandado pelo técnico Gilberto Bello contou com nomes conhecidos do voleibol brasileiro como o levantador e capitão Everaldo, o oposto Bruno Quênia, os ponteiros Vini e Ricardo Júnior e o libero Lukinhas. 


“Tivemos o desafio de ter um período curto para preparar a equipe, mas a direção do clube fez um ótimo trabalho. A gestão do projeto foi muito bem feita e conseguimos montar um grupo forte para a competição. A química foi muito boa e em poucas semanas conseguimos desenvolver um trabalho que levaria meses. O rendimento foi excepcional, fizemos um torneio praticamente perfeito, perdendo apenas um set. Agora temos que buscar forças para levar esse projeto, que é muito promissor e importante para voleibol brasileiro, ainda mais longe,” disse Gilberto. 


O Campos teve como principal destaque na competição o experiente oposto Rivaldo, de 40 anos, que anunciou sua aposentadoria ao final da competição. O time do Norte Fluminense também contratou o levantador Marlon, que teve passagem pela seleção brasileira, mas ele se contundiu e teve participação limitada no torneio, sendo substituído pelo jovem Luan, de 20 anos, que fez boas apresentações. 


No outro jogo da última rodada, outra equipe do Rio de Janeiro venceu. O Niterói Vôlei Clube (RJ) saiu atrás, mas virou diante do Acesita Esporte Clube e conquistou a vitória por 3 sets a 1, parciais de 17/25, 25/23, 25/19 e 25/15.


Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário