Pioneiro da luta olímpica no Brasil, mestre Roberto Leitão morre aos 83 anos vítima de Covid-19



O Wrestling brasileiro está de luto. Faleceu na manhã deste sábado aos 83 anos, Mestre Roberto Leitão, um dos responsáveis por trazer e difundir a modalidade olímpica no Brasil. Grão-mestre 10º Dan na modalidade, "Seu Leitão" - como era carinhosamente chamado -  foi fundador da primeira federação de wrestling no país e estava internado desde meados de outubro no Hospital Vitória, no Rio de Janeiro, e chegou a ter 80% do pulmão comprometido, segundo relato de familiares. Através das redes sociais, a família confirmou o falecimento.


Em 1979, ele criou a primeira federação de Wrestling no país reconhecida pela Federação Internacional de Lutas Associadas (FILA), atualmente United World Wrestling. Depois de nove anos, nos Jogos Olímpicos de Seul, o Brasil era representado na modalidade por Floriano Spiess e Roberto Leitão Filho, este filho do Mestre Leitão e atual superintendente da Confederação Brasileira de Wrestling (CBW).


"Seu Leitão" foi além do wrestling e foi treinador de alguns nomes do MMA nacional como Renato Babalú, Antoine Jaoude, Pedro Rizzo e Marco Ruas. Em 2017, lançou o livro “Biomecânica da Luta”, que na própria definição do autor “traz muita coisa da chamada luta agarrada, também conhecida como grappling e da luta livre esportiva”. 


Neste ano, já em meio à pandemia, Mestre Leitão ganhou um lugar na Calçada da Fama na Cidade das Artes Marciais, inaugurada em Jacarepaguá, ao lado de outros 60 nomes de ícones do esporte. em postagem nas redes sociais, a Família de Leitão deixou uma bonita homenagem a seu patriarca: 


"O mestre lutou por tudo na vida sem nunca se queixar. Vitorioso por formar uma família que aprendeu os verdadeiros valores da vida, engenheiro competente, artista sensível, filho, irmão, marido, avô e pai primoroso, não havia quem não gostasse de sua companhia.


Fez do seu amor à luta uma escola. Ensinou, treinou, incentivou e estimulou muitos ao esporte e à saúde física e mental aqueles que tiveram o privilégio de estar próximos a ele. Descanse em paz, você cumpriu seu caminho como verdadeiro mestre. Somos gratos por ter tido o privilégio de fazer parte da sua jornada."


foto: Divulgação

Comente

Postagem Anterior Próxima Postagem