Guia do NBB 2020/21 - Flamengo - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Guia do NBB 2020/21 - Flamengo

Compartilhe


Participações no NBB
– 13

Melhor colocação - campeão em 2008/09,2012/13, 2013/14, 2014/15, 2015/16 e 2018/19

Na temporada 2019/2020 – 1º


Elenco

Armadores:  #2 Yago 1,78m 21 anos / #6 Franco Balbi (ARG) 1,88m 31 anos / #41 Christyã 1,88m 19 anos / #10 João Victor 1,86m 18 anos

Alas: #1 Pedro Nunes 1,95m 19 anos / #8 Chuzito Gonzalez (ARG) 1,94m 30 anos / #7 Jhonatan Luz 1,99m 33 anos / #11 Marquinhos 2,07m 35 anos / #3 Rafael Passoni 1,92m 19 anos / #15 Magno 1,93 19 anos

Pivôs: #9 Ruan 2,05m 19 anos / #12 Rafael Mineiro 2,08m 32 anos / #16 Olivinha 2,02m 37 anos / #20 Rafael Rachel 2,05m 20 anos / #34 Maciel 2,07m 19 anos / #71 Léo Demétrio 2,09m 25 anos / #30 Rafael Hettsheimeir 2,11m 34 anos


Provável quinteto titular 



Destaque – Marquinhos: Ídolo do Flamengo, maior jogador da década do NBB com três prêmios de MVP e segundo maior pontuador da história da competição (6866 pontos), Marquinhos é o líder da equipe em todos os aspectos. Aos 35 anos, ele vai para sua 12ª temporada no NBB e parece que seu declínio técnico vai demorar a chegar. Uma força da natureza ofensivamente, principalmente na bola de 3 pontos, Marquinhos sabe que terá jogar muito todos os jogos para atender as altas expectativas da torcida rubro-negra que, mesmo com os 6 títulos nacionais conquistados, quer mais.


O gringo – Franco Balbi: Vindo para preencher uma lacuna que existia desde a saída do seu compatriota Nicolas Laprovittola, o armador argentino conseguiu ajudar o Flamengo a ser campeão logo em sua temporada de estreia pelo clube carioca, além de ter sido eleito o melhor estrangeiro da liga. Agora em sua terceira temporada, ele é um dos líderes do time e, como comandante das jogadas de ataque e âncora da defesa, é um dos pilares da equipe.



Fique de olho – Yago: Um dos principais talentos do basquete brasileiro nos últimos anos, Yago volta a jogar com o técnico que o revelou e conseguiu extrair o melhor do seu basquete que encantou os fãs do basquete. Veloz, ágil e bom arremessador, Yago pode render muito mais no ataque se tiver pivôs rápidos que façam bons bloqueios e isso o Flamengo tem de sobra. Ele vem de uma temporada abaixo do esperado no Paulistano, após ser um dos destaques do título do NBB 2017/18 conquistaso pela equipe paulista.



Técnico – Gustavo De Conti: Um dos grandes nomes da nova geração de técnicos, Gustavo é um estudioso do basquete, que sabe extrair o melhor de cada jogador e fazer seu time render muito mais do que esperado. Tanto é que ele é o maior vencedor do prêmio Ary Vidal de melhor técnico da temporada (três). Para conquistar o quarto troféu, De Conti tem em mãos o melhor elenco desde que começou a comandar o Flamengo. A responsabilidade dele aumentou, mas ele é plenamente capaz de segurar esse "rojão" chamado "ser favorito ao título".

Análise: Primeiro colocado da classificação geral na temporada que foi interrompida por conta da pandemia de Covid-19, o Flamengo vem para mais uma edição de NBB com alcunha de "bicho papão" da competição. E também não é pra menos. A equipe manteve seus principais jogadores como Balbi, Marquinhos, Rafael Mineiro, Jhonatan, Léo Demétrio e Olivinha (recordista de rebotes no NBB com 3217), e ainda reforçou o time com jogadores de seleção brasileira como Yago e Rafael Hettsheimeir, além do argentino Chuzito Gonzalez, deixando a equipe praticamente letal na linha dos três pontos. 


A expectativa estava alta em conquistar o maior número possível de títulos, mas ela sofreu um abalo com a perda da Champions League das Américas de 2019/20 para o Quimsa em jogo único. O time argentino ainda fez o favor de mostrar aos seus rivais uma das fraquezas da equipe que é a defesa do garrafão. Equipes com bons pivôs pontuadores poderão "cometer o crime" contra os rubro-negros nessa temporada regular.



Mas como um técnico estudioso do basquete como Gustavo de Conti, essa fraqueza em breve pode se tornar uma virtude, ou por conta de posicionamento tático ou até da contratação de um nome para reforçar a equipe, já que a equipe nada na contramão do NBB e parece estar bem estruturada financeiramente. Então, ser campeão "de tudo" novamente é tudo que a torcida rubro-negra, que chama o basquete do clube de "Orgulho da Nação" , mais quer.


Previsão: Na teoria é o grande favorito ao título. Deverá ser presença certa no G4 da temporada regular, mas, nos playoffs, a equipe terá que abrir os olhos porque em confrontos eliminatórios tudo pode acontecer. O Super 8 será um bom teste para descobrimos se a equipe carioca está realmente acima das outras ou não.


Fotos: FIBA/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário