Guia do ATP Finals temporada 2020 – Simples - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Guia do ATP Finals temporada 2020 – Simples

Compartilhe

Após tantas dificuldades vividas neste ano, a temporada 2020 do tênis masculino está cada vez mais próxima de sua conclusão. O último grande evento será o ATP Finals, um clássico torneio disputado em quadra coberta, que contará com os oito jogadores que mais fizeram pontos no circuito ao longo do ano: Novak Djokovic (1º), Rafael Nadal (2º), Dominic Thiem (3°), Daniil Medvedev (4º), Stefanos Tsitsipas (6º), Alexander Zverev (7º), Andrey Rublev (8º) e Diego Schwartzman (9º). 


Contando com uma grande ausência nesta temporada, o Finals será realizado sem a presença de seu maior campeão, o suíço Roger Federer (5º), que não jogará o torneio pela primeira vez desde 2016. Hexacampeão, o ex-número 1 do mundo desistiu da temporada 2020 após passar por duas artroscopias no joelho direito. O único torneio que ele disputou neste ano foi o Australian Open, caindo na semifinal. 


Dos últimos seis finalistas, quatro estarão presentes na edição de 2020 do Finals: Alexander Zverev, Novak Djokovic, Stefanos Tsitsipas e Dominic Thiem. Já o búlgaro Grigor Dimitrov e o belga David Goffin, que disputaram a final de 2017, não fizeram pontos suficientes para participar do evento neste ano. 


Nesta temporada, os grupos do torneio de simples receberam os nomes da primeira e da atual sede do Finals: Tóquio e Londres. O evento completa 50 anos em 2020, e desde que foi criado, nunca deixou de ser disputado. 


O sorteio dos grupos foi realizado na tarde desta quinta-feira (12). O torneio começa no próximo domingo (15), com final marcada para o dia 22, no outro domingo.


O Grupo Tóquio 1970 conta com Djokovic, Medvedev, Zverev e Schwartzman. Já o Grupo Londres  2020 terá Nadal, Thiem, Tsitsipas e Rublev. 


Essa edição também não contará com a presença de público e nem dos juízes de linha, como algumas das medidas de segurança adotadas por causa da pandemia de coronavírus. Com isso o sistema eletrônico fará a marcação das bolas. 


Os tenistas serão obrigados a permanecer dentro de uma 'bolha' e serão submetidos aos exames PCR antes da abertura da competição, sendo liberados para jogar apenas se testarem negativo. No entanto, novos testes só serão realizados durante o evento caso algum atleta ou membro da comissão técnica apresente sintomas da doença.  


Confira um pouco mais sobre os grupos do ATP Finals.


Grupo Tóquio




Novak Djokovic

Dono de quatro títulos em 2020, Djokovic venceu um dos três Grand Slams que foram realizados nesta temporada, o Australian Open (lembrando que o Torneio de Wimbledon foi cancelado devido à pandemia). 


Com a conquista de seu oitavo título no Aberto da Austrália, o sérvio assumiu a liderança do ranking mundial, posição que ele manteve com muita tranquilidade após a retomada do circuito da ATP, que ficou paralisado por cinco meses. Djokovic tem quase 2 mil pontos de vantagem para o segundo colocado, Nadal. 


Neste ano Djokovic busca igualar Federer na quantidade de títulos do Finals. Dono de cinco troféus, todos conquistados em Londres, o sérvio chegou a vencer quatro títulos seguidos no evento, entre 2012 e 2015, tendo a série quebrada pelo britânico Andy Murray, em 2016. 


Djokovic vem de um ano ruim no Finals. Em 2019 ele sequer passou da primeira fase, perdendo seus jogos contra Federer e Thiem na fase de grupos. 


Participações: 13ª (2007-2016 e 2018-2020)

Títulos (5x): 2008, 2012, 2013, 2014 e 2015

Vice-campeonatos: 2016 e 2018


Confrontos diretos

vs Medvedev (4 a 2), com 1 a 0 para o sérvio em 2020

vs Zverev (3 a 2), com 1 a 1 em Finals (derrota na final de 2018)

vs Schwartzman (5 a 0), com 2 a 0 para o sérvio em 2020




Daniil Medvedev 

Vencedor do Masters 1000 de Paris, o russo parece ter voltado à boa forma. Sua melhor campanha em Majors foi a semifinal disputada no US Open, caindo para o campeão Thiem em três sets. 


Após ser vice-campeão do Aberto dos Estados Unidos na temporada anterior, Medvedev estreou no ATP Finals. No entanto ele não obteve sucesso, perdendo suas três partidas da fase de grupos, contra Nadal, Tsitsipas e Zverev. 


Participações: 2ª (2019 e 2020)

Título: Nenhum

Vice-campeonato: Nenhum

Confrontos diretos


vs Djokovic (2 a 4) e nenhum confronto anterior no Finals 

vs Zverev (2 a 5), com vitória de Medvedev na final do Masters 1000 de Paris

vs Schwartzman (4 a 0), com duas vitórias de Medvedev em quadra coberta




Alexander Zverev

O alemão chega ao Finals com dois títulos na bagagem, ambos conquistados em Colônia, na Alemanha, em semanas seguidas. Finalista do US Open e semifinalista do Australian Open, Zverev venceu o torneio que fecha a temporada da ATP em 2018, com uma grande vitória sobre Djokovic. 


Na semana anterior Zverev foi finalista do Masters 1000 de Paris, perdendo de virada para Medvedev. Vale lembrar que o alemão é acusado por supostamente ter agredido sua ex-namorada, Olga Sharypova em 2019. 


Participações: 4ª (2017-2020)

Título: 2018

Vice-campeonato: Nenhum


Confrontos diretos

vs Djokovic (2 a 3), com derrota para o sérvio na fase de grupos de 2018

vs Medvedev (5 a 2), com vitória do alemão na fase de grupos em 2019

vs Shwartzman (2 a 2), com 1 a 0 para o alemão em 2020




Diego Schwartzman

Semifinalista em Roland Garros 2020, Schwartzman fará sua estreia no Finals. O último argentino a disputar o evento foi Juan Martin del Potro, em 2013. 


Atual número 9 do ranking mundial da ATP, apesar de não ter conquistado títulos nesta temporada, Schwartzman faz a melhor temporada de sua carreira, tendo disputado a final do Masters 1000 de Roma, perdendo para Djokovic. 


Ele ainda avançou até às quartas de final no Masters 1000 de Paris, caindo diante o campeão Medvedev. 


Participações: 1ª (2020)

Título: Nenhum

Vice-campeonato: Nenhum


Confrontos diretos

vs Djokovic (0 a 5)

vs Medvedev (0 a 4)

vs Zverev (2 a 2), com uma vitória do argentino no US Open de 2019



Ordem dos jogos da primeira rodada no Grupo Tóquio 1970

Djokovic vs Schwartzman, segunda-feira (16), às 11h* (Brasília)

Medvedev vs Zverev, segunda-feira (16), às 17h* (Brasília) 

*horários estimados, programação poderá sofrer alterações



Grupo Londres 2020




Rafael Nadal 

Maior campeão de Grand Slams ao lado do suíço Roger Federer, Rafael Nadal conquistou seu 20º Major em Roland Garros, no mês de outubro. Porém, quando se trata do evento que fecha a temporada de tênis, o espanhol nunca teve o mesmo sucesso. 


Em nove participações anteriores no Finals, Nadal tem duas finais e três semifinais, caindo em quatro oportunidades ainda na fase de grupos (2009, 2011, 2017 e 2019). Vale ressaltar que o atual número 2 da ATP deixou de disputar o evento seis vezes, sempre após apresentar problemas físicos. 


Tentando seu primeiro título, Nadal jogará o Finals deste ano sem a concorrência de Federer, algo que nunca ocorreu antes e que pode representar uma chance a mais para o espanhol buscar a conquista. 


Participações: 10ª (2006-2007, 2009-2011, 2013, 2015, 2017 e 2019-2020)

Título: Nenhum

Vice-campeonatos: 2010 e 2013


Confrontos diretos

vs Thiem (9 a 5), com 1 a 0 para o austríaco em 2020 

vs Tsitsipas (5 a 1), com vitória de Nadal na fase de grupos do Finals em 2019

vs Rublev (1 a 0), único confronto ocorreu no US Open de 2017




Dominic Thiem

Após conquistar seu primeiro título de Major no US Open deste ano, Thiem tentará vencer o Finals pela primeira vez na carreira. Em quatro aparições anteriores o austríaco passou da fase de grupos apenas uma vez, quando chegou à final na temporada passada. 


No entanto, Thiem não tem boas lembranças da final de 2019. Ele perdeu de virada para Tsitsipas, com direito a um tiebreak decisivo na última parcial.  


Atual número 3 do ranking da ATP, Thiem foi vice-campeão do Australian Open neste ano. 


Participações: 5ª

Título: Nenhum

Vice-campeonato: 2019


Confrontos diretos

vs Nadal (5 a 9), com Thiem ganhando dois dos últimos três jogos

vs Tsitsipas (4 a 3), última vitória de Thiem foi no ATP 500 de Pequim, em 2019

vs Rublev (2 a 2), com 1 a 0 para o russo em 2020




Stefanos Tsitsipas

Atual campeão do Finals, Tsitsipas conquistou o troféu do evento que fecha a temporada da ATP logo na sua primeira participação, em 2019. Desta vez o grego chega para defender caneco e concluir 2020 com um possível segundo título no ano, já que venceu o ATP 250 de Marseille. 


Vice-campeão em Dubai e Hamburgo nesta temporada, dois ATPs 500, Tsitsipas busca em Londres seu sexto título na carreira. 


Participações: 2ª (2019 e 2020)

Título: 2019

Vice-campeonato: Nenhum


Confrontos diretos

vs Nadal (1 a 5), única vitória do grego ocorreu em 2019, no Masters de Madri

vs Thiem (3 a 4), com vitória do grego na decisão do Finals de 2019

vs Rublev (2 a 2), com 1 a 1 em 2020




Andrey Rublev 

Maior campeão de 2020, com cinco títulos, o tenista de 23 anos Andrey Rublev faz sua melhor temporada na carreira. 


Ele ocupa atualmente a 8ª posição no ranking mundial e conquistou os troféus dos ATPs 250 do Catar e de Adelaide, além dos ATPs 500 de Hamburgo, São Petersburgo e Viena.


Neste ano Rublev fará sua primeira participação no ATP Finals. Seus melhores resultados nos Grand Slams em 2020 foram as quartas de final de Roland Garros e US Open. 


Participações: 1ª (2020)

Título: Nenhum

Vice-campeonato: Nenhum


Confrontos diretos

vs Nadal (0 a 1)

vs Thiem (2 a 2), os últimos dois jogos terminaram com a vitória de Rublev

vs Tsitsipas (2 a 2), Rublev derrotou o grego na final do ATP 500 de Hamburgo



Ordem dos jogos da primeira rodada no Grupo Londres 2020

Thiem vs Tsitsipas, domingo (15), às 11h* (Brasília) (Partida que foi a final de 2019)

Nadal vs Rublev, domingo (15), às 17h* (Brasília)

*horários estimados, programação poderá sofrer alterações


Em breve o site Surto Olímpico lançará o Guia do ATP Finals temporada 2020 – duplas. Vale ressaltar que nas duplas ainda há uma indefinição sobre a última vaga para o evento, que está entre os britânicos Jamie Murray e Neal Skupski e a parceria do austríaco Jurgen Melzer com o francês Edouard Roger-Vasselin. 


Nesta sexta-feira (13), Melzer e Roger-Vasselin encaram na semifinal do ATP 250 de Sofia, na Bulgária, a parceria entre Tomislav Brkic e Marin Cilic. Se avançar à final, Melzer e Roger-Vasselin estarão classificados para o Finals.


No entanto, se Melzer e Roger-Vasselin perderem na semi e Murray e Skupski conquistarem o título, dupla inglesa vai ao Finals. 


Fotos: Reprodução/ATP


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário