Após atividades extra pista durante a pandemia, esgrimista Amanda Simeão se prepara para retomar os treinos - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Após atividades extra pista durante a pandemia, esgrimista Amanda Simeão se prepara para retomar os treinos

Compartilhe




A pandemia afastou muitos esportistas de suas maiores paixões. Com Amanda Simeão não foi diferente. Apesar de sua agitada rotina fora das pistas, nada parece dar mais felicidade a ela do que um bom combate. Mas a saudade tem data para terminar: na semana que vem, ela pretende voltar aos treinos.


Durante a pandemia, Amanda, atualmente com 26 anos, não deixou de fazer seus exercícios. Ela ficou quatro meses em Londres, onde permaneceu treinando fisicamente. Depois, de volta ao Brasil, continuou focando no condicionamento físico, com acompanhamento do preparador Rodrigo Rezende. Mas nada de pista. Agora, é a hora de voltar a ter contato com as armas, no Graciosa Country Club, em Curitiba.


“Meus sonhos e objetivos atualmente, com essa pandemia, estão um pouco parados e incertos. Mas, com certeza, a esgrima está em primeiro lugar e estou treinando todos os dias para estar no meu melhor. A última vez que joguei esgrima foi no Grand Prix de Budapeste, em março. Nem acredito! Estou morrendo de saudades tanto de jogar, quanto de uma competição. Do frio na barriga, das viagens e amizades da esgrima”, revela Amanda.


A atleta curitibana está focando em buscar a vaga nos Jogos Olímpicos de Paris, em 2024. Acostumada a morar longe do país, já que permaneceu muito tempo na Europa, o objetivo é voltar para o Velho Continente: “Estou planejando ficar um tempo fora do Brasil, no ano que vem, para realizar treinamentos no exterior, mas ainda nada certo”.


Ativa fora das pistas de esgrima


Não é novidade para ninguém que Amanda Simeão é muito ativa nas redes sociais e conquista milhares de seguidores. O orgulho de sua beleza parece ser uma arma, já que nem sempre aceitou bem o seu peso. “Não tinha maturidade para seguir dietas, principalmente porque nem entedia o que era uma alimentação correta e para atletas. Foi um longo processo para conseguir chegar aos 60 quilos, meu peso atual. Tive uma reeducação alimentação e hoje sou muito feliz com minha dedicação às dietas. Faço com prazer e se não sigo, me sinto mal! Hoje em dia tenho maturidade, aceito o meu corpo e muito bem. Sei que sou exemplo para amigas minhas e isso me dá mais forças para continuar dedicada”, revela.


Amanda é sargento do Exército, se arrisca como chef de cozinha, brilha intensamente nas fotos no Instagram. A rotina foi intensa na pandemia e ela nem sempre consegue dar conta de tantas tarefas: “Pode parecer besteira, mas é bem puxado e requer um planejamento. Muitas vezes, com os treinos e viagens, fica difícil conciliar tudo”. Mas nada que deixe a esgrima longe de ser uma prioridade na sua vida.


Foto: Alexandre Loureiro/COB

Nenhum comentário:

Postar um comentário