Seleção italiana de natação suspende treinos após surto de COVID-19 na equipe - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Seleção italiana de natação suspende treinos após surto de COVID-19 na equipe

Compartilhe

Um campo de treinamentos da seleção italiana de natação em Livigno, na região da Lombardia, teve que ser suspenso nesta quarta-feira (21), após 13 atletas testarem positivo para coronavírus. Entre os contaminados estão Simona Quadarella e Gabriele Detti campeões mundiais dos 1.500m livre feminino e 800m livre masculino respectivamente. 

A campeã olímpica dos 200m livre, Federica Pellegrini, está isolada há cinco dias após também testar positivo para a doença, sendo obrigada a se retirar de uma etapa da Liga Internacional de Natação (ISL), em Budapeste, na Hungria. 

A suspensão do acampamento poderá atrapalhar os preparativos da equipe italiana de natação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, adiados para 2021 por causa da pandemia de coronavírus. 

Os outros nadadores italianos que foram detectados com coronavírus são: Federico Burdisso, Martina Rita Caramignoli, Marco De Tullio, Stefano Di Cola, Sara Gailli, Edoardo Giorgetti, Matteo Lamberti, Alessio Proietti Colonna, Simone Sabbioni e Alice Mizzau. 

Para combater a segunda onda de coronavírus, a região da Lombardia impôs o toque de recolher, que deverá ser cumprido a partir da próxima quinta-feira (22), das 23h às 5h. De acordo com o governador Attilio Fontana e o ministro da Saúde Roberto Speranza, a medida valerá até no mínimo 13 de novembro. 

Neste período, deslocamentos entre às 23h e 5h só serão permitidos por motivos como exigências de trabalho ou situações de urgência. Além disso, os moradores deverão preencher declarações explicando o motivo de seu deslocamento, assim como ocorreu durante o período de isolamento social total. Na última terça-feira (20), a região contabilizou 2.023 casos de coronavírus. 

Foto: Associated Press

Nenhum comentário:

Postar um comentário