Henrique Avancini é 5º no cross-country olímpico da Copa do Mundo de MTB da República Tcheca - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Henrique Avancini é 5º no cross-country olímpico da Copa do Mundo de MTB da República Tcheca

Compartilhe

 


Henrique Avancini conquistou mais um grande resultado na Copa do Mundo de Mountain Bike de Nove Mesto, na República Tcheca, nesta quinta-feira. O ciclista brasileiro foi o quinto colocado no cross-country olímpico, depois de ter liderado boa parte da competição. Outros brasileiros, Luiz Henrique Cocuzzi, Guilherme Muller e Edson Rezende acabaram em 50º, 57º e em 93º, respectivamente. O vencedor foi o dinamarquês Simon Andreassen.


Avancini iniciou a prova na segunda fileira dos corredores e assumiu a ponta logo nos primeiros minutos de disputa. Ele ficou quatro voltas na liderança, alternando entre as três primeiras colocações. Até que, já na reta final, sofreu um escorregão em uma das subidas e perdeu algumas posições, partindo para uma recuperação. 


O brasileiro até conseguiu se manter no pelotão da frente nas quatro voltas seguintes, mas logo seus adversários abriram uma distância considerável e ele ficou para trás, acabando em quinto lugar, com 1h35m23s, a 44 segundos do líder, ao lado do campeão olímpico Nino Schurter.


Simon Andreassen conquistou a primeira Copa do Mundo de sua carreira (Reprodução/Red Bull TV)


Simon Andreassen foi o vencedor, conquistando seu primeiro título de Copa do Mundo. Ele não disputou o short track, etapa mais curta que ocorrera na última terça-feira, e por isso largou na sétima fila, em 67º. Apesar de iniciar entre os últimos, ele esteve mais descansado que os adversários e conseguiu impor um forte ritmo na parte final da corrida, fechando com 1h34m39s.


O francês Maxime Marotte foi o segundo colocado, a nove segundos de Andreassen, e o neerlandês Milan Vader fechou o pódio, com 26 segundos a mais que o dinamarquês. A quarta colocação ficou em posse de Schurter, que fez uma belíssima corrida de recuperação, após largar em 25º, e acabou com o mesmo tempo de Avancini, com a colocação sendo decidida no photo finish.


O também brasileiro Luiz Henrique Cocuzzi chegou a figurar entre os 30 primeiros em alguns momentos da prova, mas acabou em 50º lugar. Guilherme Muller alternou entre as posições intermediárias e foi o 57º. Já Edson Rezende, que largou atrás, permaneceu nas últimas colocações até o fim da corrida e encerrou em 93º.


Ainda nesta quinta-feira, aconteceram as disputas da elite feminina e de sub-23 masculina e feminina. Entre as mulheres da elite, Raiza Goulão foi a 43ª colocada, enquanto Letícia Cândido terminou em 63º. A prova teve uma dobradinha de ouro e bronze para a França, sendo que a jovem Loana Lecomte foi a vencedora, e Pauline Prevot acabou em terceiro. A neerlandesa Anne Terpstra foi a "intrusa" no pódio, ficando com a segunda colocação.


Gustavo Xavier e Uslan Galisnk competiram no sub-23 e ficaram em 29º e em 60º, respectivamente. A prova foi vencida pelo britânico Thomas Pidcock, que terminou com o tempo de 1h24m11s, seguido pelos suíços Alexandre Balmer e Vital Albin


A disputa feminina da categoria não teve representantes brasileiras. A vencedora foi a italiana Giorgia Marchet, com 1h27m45s, com a neerlandesa Ceylin Del Carmen Alvarado em segundo (+9s) e a americana Haley Batten em terceiro (+17s). 


Avancini e companhia voltam a competir já nesta sexta-feira, em uma nova etapa da Copa do Mundo de MTB, também em Nove Mesto, na República Tcheca. Nesta sexta, eles participarão do short track, que é a distância mais curta. Na primeira etapa, realizada na terça, Avancini foi o 12º, Muller, 25º, e Letícia Cândido, 37ª. No domingo, disputarão as provas do cross-country olímpico.



A corrida de Avancini


Avancini largou na segunda fila, por ter sido o 12º colocado no short track. Ele conseguiu uma boa largada, chegando a assumir a primeira colocação logo no início da corrida, permanecendo na posição por boa parte da prova.


O brasileiro chegou a ser ultrapassado por Milan Vader, dos Países Baixos, logo após a primeira parcial da segunda volta, mas retomou a liderança menos de um quilômetro depois. Henrique encerrou a segunda volta na liderança, com 20m35s. Além dele e do neerlandês, formavam o primeiro pelotão sete ciclistas, com diferença de dois segundos entre eles.



Avancini perdeu a primeira posição para Vader mais uma vez, e caiu para terceiro na volta seguinte, mas retomou a liderança logo na sequência. No entanto, escorregou em um dos trechos de subida do percurso e caiu algumas posições. Ainda assim se manteve no pelotão da frente. Ele encerrou a quarta volta em oitavo, a três segundos dos líderes.


O segundo colocado do ranking mundial logo se recuperou, se manteve na terceira posição por boa parte da quinta volta, e atacou para reassumir a liderança na sequência. Ele ficou pouco tempo em primeiro, encerrando a volta como segundo colocado, com 57m36s, a um segundo do líder Vader.


Vader e Andreassen atacaram e abriram boa vantagem sobre um segundo pelotão na abertura da penúltima volta, chegando a ter 13 segundos de frente sobre Avancini, que passou em quinto lugar na parcial. Com uma bela recuperação, o brasileiro chegou ao segundo pelotão.


Avancini entrou na última volta na quarta colocação, a 27 segundos dos líderes Vader, Andreassen e Marotte. O suíço Schurter, também com uma bela recuperação, já apareceu em sétimo no início da volta, e conseguiu ultrapassar Avancini pouco depois.


Schurter liderou, então, Avancini rumo ao pelotão dos três líderes. Eles conseguiram diminuir alguns segundos. Andreassen e Marotte dispararam e Vader ficou para trás. O brasileiro e o suíço ficaram a 20 segundos do terceiro colocado a uma parcial do fim, e assim permaneceram até a linha de chegada, que foi emocionante por parte dos dois, mas que acabou com ligeira vantagem de Schurter.


Foto de capa: Michele Mondini/Reprodução/Instagram_@avancinimtb


Nenhum comentário:

Postar um comentário