Brasil vence Peru com hat-trick de Neymar e mantém os 100% nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022 - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Brasil vence Peru com hat-trick de Neymar e mantém os 100% nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022

Compartilhe


A seleção brasileira de futebol foi até Lima nesta terça feira (13) enfrentar a seleção peruana em um confronto difícil, mas saiu com uma boa vitória por 4 a 2, mantendo os 100% de aproveitamento nas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2022.


Apesar da vitória, o Peru começou melhor na partida e abriu placar aos 5 minutos com Carillo, em belo chute pegando a sobra da rebatida do zagueiro Marquinhos.  Aos 25 minutos, o Brasil empatou com Neymar cobrando pênalti que ele mesmo sofreu. O Brasil passou a dominar o jogo, mas o empate se manteve no primeiro tempo.


No segundo tempo, o Brasil continuava melhor, mas quem marcou novamente foi o Peru aos 15 minutos, com Tapia chutando de longe e contando com o desvio de Rodrigo Caio para tirar o goleiro Weverton da jogada. O gol peruano acordou o Brasil, que empatou logo depois, aos 19 minutos. Em escanteio, Firmino cabeceou e Richarlison tocou na bola antes dela entrar. 


Aos 31 minutos, mais um pênalti para o Brasil, mais uma vez em cima de Neymar. Como da primeira vez, o camisa 10 botou lá dentro e pôs o Brasil na frente. Esse acabou sendo o gol 63 do atacante em jogos oficiais pela seleção, ultrapassando Ronaldo Fenômeno e se tornando o segundo maior artilheiro com a camisa amarelinha.


Ainda deu tempo do Brasil marcar aos 48 minutos do segundo tempo com Everton Ribeiro recebendo passe de Everton, tirando do goleiro Gallese e indo na trave. No rebote a bola sobrou para Neymar, que marcou seu terceiro gol no jogo, dando números finais ao placar.

O Brasil jogou com Weverton; Danilo, Marquinhos (Rodrigo Caio), Thiago Silva e Renan Lodi (Alex Telles); Casemiro, Douglas Luiz, Phillipe Coutinho (Everton Ribeiro); Richarlison, Roberto Firmino (Everton) e Neymar.


Na altitude, Argentina ganha de virada e Uruguai perde


A seleção da Argentina saiu atrás no placar, mas venceu de virada a Bolívia por 2 a 1 em jogo disputado em La Paz. Marcelo moreno abriu o placar para os bolivianos, mas Lautaro Martinez empatou em um lance de sorte em que o zagueiro carrasco inventou de dar um chutão, que acertou o atacante e a bola entrou. O gol da vitória veio com Joaquin Correa em belo passe de Lautaro. A Argentina quebrou um jejum de 15 anos sem vencer na altitude boliviana.


Já o Uruguai enfrentou o Equador em Quito e e viu os donos da casa abrirem 4 a 0 - gols de Estrada (2) Caicedo e Plata - mas Luis Suárez em dois pênaltis diminuiu e finalizou o placar: 4 a 2 para a La Tri. O jogo teve participação ativa do VAR, que anulou três gols, dois do Uruguai e um do Equador. De consolo para o 'El pistolero', ficou o fato de Suárez se tornar o maior artilheiro da história das eliminatórias sul-americanas, com 24 gols.


Venezuela e Paraguai foi um jogo muito disputado em que os paraguaios venceram por 1 a 0, gol de Gimenez. A seleção vinotinto sofreu com um gol anulado (corretamente) pelo VAR quando o jogo estava 0 a 0 e ainda viu Herrera perder um pênalti nos acréscimos, defendido pelo o goleiro da albiroja Antony Silva.

Paraguai comemora gol em cima da Venezuela - Foto: Twitter/Federação Paraguaia de Futebol


Já Chile e Colômbia foi um confronto que terminou empatado: 2 a 2. Lerma abriu o placar para os colombianos no primeiro, mas o mesmo Lerma foi responsável por fazer o pênalti que Vidal marcou para empatar para o Chile. La Roja ficou na frente no ainda no primeiro tempo com Alexis Sanchéz. A vitória chilena parecia certa, mas aos 45 minutos do segundo tempo, Falcao Garcia, que tinha entrado no segundo tempo, marcou de cabeça e garantiu o ponto da colômbia fora de casa.


Brasil e Argentina lideram com 6 pontos e 100% de aproveitamento; Colômbia e Paraguai com 4 pontos fecham o G4 da Copa do mundo. Equador e Uruguai tem 3 pontos cada, mas os equatorianos levam vantagem no saldo de gols e estão em quinto; Chile e Peru vem logo em seguida com 1 ponto apenas e Bolívia e Venezuela estão zeradas na última posição. 


As seleções sul-americanas voltam em novembro. O Brasil enfrenta a Venezuela dia 14, no Morumbi, e o Uruguai no dia 17.   


Foto: Lucas figueiredo/CBF

Nenhum comentário:

Postar um comentário