Petição enviada ao COI solicita ajuda para salvar vida de wrestler iraniano sentenciado à morte - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Petição enviada ao COI solicita ajuda para salvar vida de wrestler iraniano sentenciado à morte

Compartilhe

A petição chamada "Salve a vida de Navid Afkari, lutador iraniano condenado à morte", assinada por mais de 9.400 pessoas, foi enviada ao Comitê Olímpico Internacional (COI) solicitando ajuda para a entidade. O atleta de 27 anos recebeu duas sentenças de morte por participar de protestos contra o governo do Irã, além de uma condenação a seis anos e meio de prisão e 74 chicotadas.

O documento deverá ser entregue ao COI antes da próxima reunião do Conselho Executivo, marcada para a próxima quarta-feira (9). Nele, o Gender Equality Wrestling, grupo que lançou a petição, solicita ajuda para diversas entidades esportivas e de direitos humanos. 

"Apelamos ao COI, United World Wrestling (UWW), Amnistia Internacional, Human Rights Watch, Global Players Union e Sports and Rights Alliance, bem como atletas internacionais para defenderem e implorarem ao governo iraniano para salvarem Navid", afirma. 

De acordo com a emissora local Iran International, Afkari e dois de seus irmãos (Vahid e Habib) foram acusados ​​de 20 crimes diferentes, incluindo "comparecimento aem reuniões ilegais, assembléia e conspiração para cometer crimes contra a segurança nacional e insultos ao líder supremo".

Segundo uma carta publicada por grupos defensores dos direitos humanos, Afkari foi coagido a assumir os supostos crimes. O próprio atleta conta que tem sido torturado na prisão. 

"Eles colocaram um saco plástico na minha cabeça e o mantiveram lá até que quase me sufoquei", revelou o wrestler. "Eles batiam brutalmente em minhas mãos, estômago e pés com cassetetes enquanto usavam linguagem vulgar e insultos. Eles também me amarraram e colocaram álcool em meu nariz". 

Até mesmo o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está acompanhando o caso e comentou em seu perfil no Twitter sobre a sentença de Afkari. 

"Ouvir que o Irã está tentando executar uma grande e popular estrela do wrestling, Navid Afkarai, de 27 anos, cujo único ato foi uma manifestação antigovernamental nas ruas. Eles protestavam contra o agravamento da situação econômica do país e da inflação. Aos líderes do Irã, eu agradeceria muito se poupassem a vida deste jovem, e não o executassem. Obrigado" disse Trump na publicação, marcando o presidente do UFC, Dana White. 


Foto: Reprodução/Twitter

Nenhum comentário:

Postar um comentário