Missão Europa dá novo gás a Alison dos Santos, que revela sonho de ser campeão olímpico - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Missão Europa dá novo gás a Alison dos Santos, que revela sonho de ser campeão olímpico

Compartilhe

“O sonho é alto, mas com os pés no chão”. É com esse lema que Alison dos Santos, o Piu, maior revelação do atletismo brasileiro do último ano projeta o seu futuro. Acostumado a superar barreiras dentro e fora das pistas de atletismo, o jovem de 20 anos, retoma seus treinamentos em Rio Maior, Portugal, na Missão Europa do Comitê Olímpico do Brasil (COB) com grandes objetivos. A curto prazo, chegar bem nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Para mais adiante, porém, sonha alto: ser campeão ou até bicampeão olímpico. Mas, com os pés na realidade: procurando evoluir sempre. 

“Quero a cada dia ser melhor. Tenho o sonho de ser medalhista olímpico, mas ser medalhista é uma coisa e ser campeão é outra. Por isso, sonho ser bicampeão olímpico. Tenho o sonho de quebrar o recorde mundial também. Estamos trabalhando nisso, focados. Ter uma meta ajuda a traçar o caminho com mais vontade”, enfatizou o campeão dos Jogo Pan-americanos de Lima 2019. 

O especialista nos 400m com barreiras teve um ano de 2019 espetacular. Sua meteórica ascensão o credenciava como forte candidato a uma vaga na final olímpica em Tóquio 2020 e, quem sabe uma medalha. Mas, veio a pandemia do coronavírus e virou o mundo de cabeça para baixo, adiando o sonho olímpico de Piu. Assim como a maioria dos atletas brasileiros, teve que interromper os treinamentos no início do ano, mas agora, através da Missão Europa do Comitê Olímpico do Brasil (COB) reinicia sua preparação com a motivação em alta. 

Foco em Tóquio
“A Missão Europa é muito importante para podermos ter qualidade de treino novamente. Em São Paulo não tinha a liberdade como tenho agora. Esse período de treinamento em Portugal vai agregar muito à toda a equipe. Aqui não temos preocupações externas. Viemos para treinar, nos alimentar e descansar. Nosso único foco é o atletismo. A Missão Europa junta todo mundo em um mesmo lugar, vivendo a mesma experiência, com a qualidade de treino necessária que precisamos para chegar em Tóquio, ter bons resultados e atingir nossas metas”, avaliou Piu, que no início do ano estava treinando na cidade de Chula Vista, nos Estados Unidos, mas voltou ao Brasil com o avanço da pandemia. “Antes de vir para Portugal, eu estava treinando de forma bem adaptada na minha cidade. Há cinco semanas atrás, eu voltei para São Paulo, onde treinava em um parque e numa academia de crossfit. Estava bem complicado ter qualidade de treino antes de vir para cá”, relatou o atleta. 

Os resultados de 2019 projetaram o brasileiro como um dos concorrentes a uma vaga na final olímpica em Tóquio. Apesar de valorizar suas conquistas recentes, Piu prefere olhar para frente. Nem a parada por causa da pandemia tira a confiança do finalista do último Campeonato Mundial. “O meu foco permanece o mesmo. Tenho sonhos, metas e objetivos. Pretendo ser medalhista olímpico e alcançar tudo que almejei em minha vida dentro do esporte. Ano passado foi espetacular, fui finalista do Mundial, fiquei em sétimo do mundo, mas já passou. Estou trabalhando para a cada dia ser o melhor para quando chegar nos Jogos Olímpicos estar pronto e no ápice da minha forma”, destacou o barrerista. 

Além da retomada dos treinos, a Missão Europa possibilitou que os principais atletas brasileiros se reunissem para um proveitoso período juntos, estreitando as relações e fortalecendo amizades. “Conviver com as pessoas que a gente gosta no meio esportivo representa muito. Todo mundo aqui tem o mesmo objetivo e respirar essa energia é uma motivação enorme, que eleva o nível do grupo. Esse reencontro é muto bom para o nosso ânimo”, celebrou Piu.

Foto: COB/Daniel Varsano

Nenhum comentário:

Postar um comentário