Com apenas dois anos de atletismo, João Henrrique já se destaca no sub-18 - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Com apenas dois anos de atletismo, João Henrrique já se destaca no sub-18

Compartilhe

João Henrrique Ribeiro Barros surgiu no atletismo nacional só no ano passado, quando venceu os 400 m do Campeonato Brasileiro Sub-18, em Porto Alegre (RS). Ele começou a treinar em 2018, em Ubatuba (SP), e sua carreira decolou em 2019, quando passou a competir pela Associação dos Servidores Públicos Municipais de Pindamonhangaba (ASPMP), também em São Paulo.

Nascido em Aliança do Tocantins (TO), no dia 3 de fevereiro de 2003, João Henrrique (ganhou um erre a mais no nome por engano do cartório em que foi registrado) foi criado no Maranhão e começou a fazer atletismo quando passou a estudar na Escola Estadual Professora Aurelina Ferreira, em Ubatuba, incentivado pelo professor de educação física Wagner Castro.

Na disputa da fase regional dos Jogos Escolares de São Paulo, em 2018, o treinador Luiz Gustavo Consolino, da ASPMP, viu o garoto em ação, foi procurado pelo professor Wagner para falar do corredor. “Ele me disse que o João era dedicado, esforçado, e que tinha o seu desenvolvimento restrito em Ubatuba, cidade que não tem muitos atletas federados. Conversei com os pais dele e no início do ano passado veio morar em Pindamonhangaba, na Vale do Paraíba, perto do Litoral Norte. Ele mora no alojamento dos atletas”, contou Luiz Gustavo.

Para o treinador, o jovem corredor tem muito a evoluir ainda e mostrou grande potencial ao correr os 400 m em 48.00, em seu primeiro ano como sub-18, terminando na liderança dos rankings brasileiro e sul-americano da categoria. “Ele conseguiu um resultado expressivo com pouco tempo de treinamento. Era bem cru, chegou correndo errado nos movimentos de braços e pernas. Não tenho dúvida que vai crescer muito ainda na parte técnica, coisa que se constrói com o passar do tempo”, comentou o técnico.

João Henrrique e o professor Wagner escolheram os 400 m depois de alguns testes na escola. “Me encaixei muito bem na prova porque tem velocidade e exige também resistência”, disse o atleta, que além de campeão brasileiro, ganhou o vice-campeonato estadual sub-18 e a medalha de bronze nos Jogos Escolares Brasileiros, em Timbó (SC). No 4x400 m misto, ajudou a equipe a levar o ouro, já competindo pela Escola Estadual Wilson Pires Cesar, de Pindamonhangaba.

Foto: DIuvlgação



Por causa da pandemia do coronavírus, o atleta passou três meses este ano com a família em Ubatuba e retomou os treinos há dois meses. O objetivo este ano era a Gymnasíade, marcada para a cidade de Jinjiang, na China, que acabou adiada, e o Sul-Americano Sub-18, sem data definida. “Estamos aguardando a definição de datas do Brasileiro e do Sul-Americano. Para 2021, o objetivo é o Mundial Sub-20”, completou João Henrrique, referindo-se à competição que estava marcada para 2020 e foi adiada para o ano que vem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário