Murray e Clijsters recebem convite para chave principal do US Open - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Murray e Clijsters recebem convite para chave principal do US Open

Compartilhe

O tenista britânico Andy Murray e a belga Kim Clijsters são os grandes destaques entre os tenistas convidados para o US Open. Ambos já ergueram troféus em Flushing Meadows, Murray em 2012 e Clijsters em 2005, 2009 e 2010. A distribuição dos convites foi feita pela Associação de Tênis dos Estados Unidos (USTA). 

O britânico, atual número 129 do ranking mundial, não jogava o US Open desde 2018, quando foi eliminado por Fernando Verdasco na segunda rodada. O evento marcará também seu primeiro torneio em 2020, após ter desistido do Australian Open, em janeiro, ainda por causa da lesão no quadril da qual ele tenta se recuperar. 

Murray conquistou um título em 2019, ao bater de virada Stan Wawrink no ATP 250 da Antuérpia. 

Já no caso de Clijsters, o US Open, que foi palco de sua despedida das quadras em 2012, será também primeiro Grand Slam de sua retomada, que ocorreu em fevereiro deste ano, no WTA Premier de Dubai e foi abruptamente pausada por conta da pandemia de coronavírus. 

Além de ser tricampeã do Major estadunidense, a belga tem o título do Australian Open de 2011, também em simples, além de ser campeã de Roland Garros e Wimbledon nas duplas, ambos em 2003. 

Outros 14 convites foram distribuídos pela organização do Grand Slam nova-iorquino. Sete para cada gênero. Confira a lista abaixo. 

Feminino: Usue Arconada, CiCi Bellis, Francesca Di Lorenzo, Caroline Dolehide, Ann Li, Robin Montgomery e Whitney Osuigwe.

Masculino: Ulises Blanch, Maxime Cressy, Sebastian Korda, Thai-Son Kwiatkowski, Michael Mmoh, Brandon Nakashima e JJ Wolf.
Premiação do evento

O US Open anunciou também a premiação total do torneio de 2020. Serão distribuídos US$ 53,4 milhões (R$ 284,7 milhões), apontando uma queda de pouco menos que US$ 4 milhões em relação a premiação entregue no ano passado, que marcou um recorde na história do campeonato.

Os campeões da chave de simples receberão US$ 850 mil (cerca de R$ 4,5 milhões). Além disso, a USTA declarou que doará US$ 6,6 milhões (R$ 35,2 milhões) para distribuir aos jogadores que não puderam participar do evento qualificatório, cancelado pelos organizadores.

O US Open está programado para começar no dia 31 de agosto, com a final feminina e masculina marcadas para os dias 12 e 13 de setembro respectivamente.

Foto: Reprodução/US Open

Nenhum comentário:

Postar um comentário