Em duas semanas de Missão Europa, COB realiza 561 atendimentos fisioterápicos e de massoterapia - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Em duas semanas de Missão Europa, COB realiza 561 atendimentos fisioterápicos e de massoterapia

Compartilhe

Atento e consciente dos riscos relacionados ao longo período de inatividade dos atletas durante os quatro meses de pandemia, o Comitê Olímpico do Brasil (COB), em conjunto com as Confederações Brasileiras Olímpicas, decidiu enviar para a Missão Europa uma equipe multidisciplinar voltada principalmente à recuperação física dos esportistas. E, finalizada a segunda semana de treinamentos com os 74 atletas que ocupam as quatro bases do Time Brasil em Portugal – Rio Maior, Cascais, Coimbra e Sangalhos –, a entidade contabiliza 561 atendimentos nas áreas de fisioterapia e massoterapia, comprovando o suporte incondicional destes profissionais à delegação brasileira. 

“Uma das principais preocupações é quanto ao controle das cargas de treino, porque muitos atletas ficaram sem treinar gestos específicos das modalidades por três, quatro meses. Nossa equipe, formada por fisioterapeutas e massoterapeutas, realizou avaliações funcionais para detectar possíveis desequilíbrios ou déficits de força e ajudá-los a treinar com maior segurança”, explica a coordenadora médica do COB, Ana Carolina Côrte.

Destes 561 atendimentos, 250 ocorreram na primeira semana e 311 foram efetivados na segunda semana. Estes números não contemplam ainda as avaliações médicas realizadas na chegada à Portugal, que liberaram os atletas para retornarem aos treinamentos. 

Estes ajustes nas cargas de treino, baseados na troca de informações entre os treinadores e a equipe multidisciplinar, somado ao atendimento direcionado à recuperação pós-treino, são fundamentais ainda para a prevenção de lesões.

“Não dá para voltar a treinar imediatamente em intensidade e volume altos, é necessária uma progressão. A área médica pode passar a informação ao treinador, já que os atletas costumam relatar certas queixas e dores. Isso nos permite fazer ajustes para a sequência do trabalho”, diz Ana Côrte.

Na primeira semana, o COB havia registrado um balanço positivo da Missão Europa: além das condições excelentes de treinamento em Portugal, nenhum integrante da delegação registrou sintomas da Covid-19, mesmo após a realização dos exames de sorologia e PCR.

Foto: COB/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário