Caçula da Seleção feminina de Tênis de Mesa, Giulia Takahashi fala sobre nova rotina em Portugal - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Caçula da Seleção feminina de Tênis de Mesa, Giulia Takahashi fala sobre nova rotina em Portugal

Compartilhe

Giulia Takahashi, uma das maiores promessas do tênis de mesa brasileiro, chegou à Seleção adulta. Com apenas 15 anos, faz parte da Missão Europa e revela uma intensa rotina de treinamentos, em duas frentes: está treinando com a equipe adulta do Brasil e também com a seleção juvenil portuguesa.

Desde sábado concentrada no CT do Sporting, em Vila Nova de Gaia, Portugal, Giulia faz parte do Programa de Desenvolvimento de Talentos, também realizado em conjunto entre CBTM e COB. O objetivo de sua ida para a Europa é dar mais experiência e patamar internacional para a caçula da equipe e para Laura Watanabe, de 16 anos, que também faz parte do programa. 

“Eu e Laura estamos treinando em dois períodos. Começamos às 8h45 e vamos até ás 11h, com a seleção juvenil portuguesa. Já conhecia as meninas de Portugal, então já sabia qual era o nível delas e como treinavam. Depois, de 15h às 16h, treinamos saque, para depois treinarmos mais duas horas na mesa com a Seleção Brasileira. No começo, foi um pouco difícil, mas estou conseguindo acompanhar bem os treinos”, revela Giulia.

Ela e Laura já disputaram um Sul-Americano Adulto, em 2019, quando inclusive conquistaram medalhas. Porém, eram as únicas representantes da equipe feminina. Laura fez parte da Seleção que disputou o Pré-Olímpico, no ano passado, em Lima, no Peru. Giulia tem seu primeiro contato com a equipe completa.

Sempre sorridente, a atleta explica que chegou ansiosa para esta primeira experiência de verdade na Seleção adulta do Brasil. Mas que o técnico Hugo Hoyama e as demais meninas e recepcionaram com toda a atenção. Difícil mesmo foi conter a emoção de treinar novamente em um clube, após cinco meses de isolamento em casa. 

“Quando cheguei aqui, deu até um arrepio! Ver as mesas, as bolinhas, tudo prontinho. Sou a mais nova do grupo, é diferente conviver com elas. É a primeira vez que viajo com o Hugo. Ele está passando o máximo que pode e estou tentando executar na mesa”, diz Giulia, garantindo que a irmã, Bruna Takahashi, tem relação de parentesco apenas fora dos treinamentos: “Aqui, ela é uma jogadora da equipe e tento tratá-la como qualquer outra, embora ela faça o máximo para me ajudar”. 

A equipe brasileira permanece em Vila Nova de Gaia até o dia 24 de setembro. Além de Giulia, Laura e Bruna, Caroline Kumahara e Jessica Yamada estão treinando desde o último dia 24.

Foto: Diana Yalico


Nenhum comentário:

Postar um comentário