Surto de A a Z: Os circuitos masculinos de golfe - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Surto de A a Z: Os circuitos masculinos de golfe

Compartilhe

O PGA Tour é uma organização sem fins lucrativos conhecida por ser a maior fomentadora de golfe profissional no mundo. Ela realiza mais de 100 torneios por ano e comanda outros quatro circuitos além de seu principal. Porém, existe golfe fora de sua instituição também, como ocorre na Europa e África por exemplo. 

Para que você entenda melhor qual a importância de cada circuito e torneio, o Surto Olímpico dedicará todo este texto para explicar as diferenças entre esses eventos, para que seja mais fácil de acompanhar o dia a dia da modalidade. 

PGA Tour: É o principal circuito. Jogam aqui golfistas renomados como Tiger Woods, Rory McIlroy, Sergio Garcia, Justin Rose. Atualmente, nenhum brasileiro participa deste tour, embora no passado, tivemos Jaime Gonzalez e Alexandre Rocha como representantes.

Apesar de ser predominantemente composta por torneios disputados em território estadunidense, a PGA Tour também promove eventos no Canadá, México, Malásia, Coreia do Sul e Japão. 

O PGA Tour organiza também os eventos nomeados como World Golf Championships (WGC), os mais importantes depois dos Majors. O campeão de um torneio deste circuito ganha no mínimo 24 pontos para o ranking mundial da modalidade, sendo que a força do torneio (que é composta pelo nível de atletas que participam, como quantidade de top-10, 15 ou 30) pode fazer esse número de pontos subir gradativamente. 

Foto: Sky Sports

Korn Ferry Tour:  Esse é o circuito secundário do PGA Tour, considerado uma liga de desenvolvimento para aqueles que ainda não atingiram o mais alto nível de golfe. Os 25 melhores do ano ganham a oportunidade de competir pelo circuito principal. 

Desde 2013, ganhou status de principal porta de entrada para o PGA Tour, uma vez que anteriormente este "papel" era da Q-School. O campeão de um evento da Korn Ferry ganha no mínimo 14 pontos para o ranking mundial de golfe, podendo sofrer uma leve variação de acordo com a força do torneio. 

O Brasil conta com Rodrigo Lee como representante neste circuito. 

PGA Latinoamérica: Circuito de desenvolvimento realizado na América Latina, que recebe 18 torneios. O Brasil sediaria dois eventos neste ano, mas devido a pandemia de coronavírus, a realização desses torneios ainda é incerta. 

O golfista que vencer um campeonato neste tour, recebe seis pontos para o ranking mundial (cinco para o 2º, quatro para o 3º e assim sucessivamente). Além disso os melhores golfistas ganham acesso aos torneios da Korn Ferry Tour.

Mackenzie Tour/Canadá: Também conta com o papel de desenvolvimento para os golfistas participantes, assim como a PGA Latinoamérica. Os campeões faturam seis pontos para oa ranking mundial. 

China Tour: Ganhou o mesmo status que a PGA Latinoamérica e o Mackenzie Tour em 2014, transformando-se em uma liga de desenvolvimento, também oferecendo pontos no ranking mundial para os seis primeiros de cada torneio. Tem um conjunto de 14 eventos, sendo que os cinco melhores golfistas do ano ganham oportunidade de participar do Korn Ferry Tour. 

Q School: É uma série de torneios de qualificação para vários circuitos de golfe. É a porta de entrada para participar de eventos internacionais. No caso do PGA Tour, esta sequência de eventos dão classificação ao Korn Ferry Tour, que é o circuito secundário. 


Fora do PGA Tour

European Tour: É o segundo circuito de maior força no mundo, sendo frequentado por muitos atletas do PGA Tour, principalmente os de origem européia, como por exemplo, o segundo colocado no ranking mundial de golfe, Jon Rahm, que venceu dois dos principais torneios da série no ano passado. 

Assim como na PGA, o campeão de um evento receberá no mínimo 24 pontos para classificação mundial. 

Norte-americanos também podem participar do European Tour, que teve em 2014, por exemplo, o golfista Brooks Koepka ganhando o prêmio de novato da temporada.

Outros circuitos masculinos: Países como Japão e Austrália sediam tours internacionais que garantem pelo menos 16 pontos aos campeões de seus eventos. O Sunshine Tour (continente africano) e o Asian Tour estão logo abaixo na importância e são circuitos que distribuem até 14 pontos aos campeões.

Foto: Club Valderrama
Os principais torneios

Major: Os quatro principais torneios do golfe (assim como no tênis, como são os Grand Slams). entre eles estão: Masters, PGA Championship, US Open e British Open. Os campeões desses eventos ganham 100 pontos automaticamente no ranking mundial. 

Entre os atletas em atividade, Tiger Woods é o maior campeão de Majors, com 15 títulos. O único acima de Woods em toda a história é o ex-golfista Jack Nicklaus, com 18. 

FedEx Cup: É o evento que encerra a temporada do PGA Tour. Trata-se de um torneio distribuído em três partes. Os 125 melhores golfistas da temporada (em um ranking próprio da PGA, separado do ranking mundial) classificam-se para o The Northern Trust. Ao fim do evento, há uma lista de corte, onde apenas os 70 melhores atletas permanecem vivos na disputa do título de melhor golfista da temporada. 

Posteriormente, ocorre o BMW Championship, com os 70 melhores jogadores. Novamente esses atletas passam por uma lista de corte, onde restarão apenas 30 golfistas, que estarão classificados para o evento final, o Tour Championship. 

Dentro do Tour Championship, seu desempenho anterior pode lhe trazer grandes benefícios. O cabeça de chave número 1 já começa com dez tacadas abaixo do par do campo. O segundo começa oito tacadas abaixo, o terceiro, sete tacadas abaixo e assim sucessivamente. A partir disso, o benefício cai gradativamente, até os golfistas posicionados entre 26º e 30º, que começam suas tacadas sem vantagem sob os adversários, ficando empatados com o campo. 

Ryder Cup: Traçando um paralelo com o tênis, que é mais popular no Brasil do que o golfe, é um tipo de Laver Cup. O torneio é disputado entre as seleções dos Estados Unidos e da Europa. É realizado a cada biênio e foi iniciada em 1926, tendo muito prestígio dentro da modalidade.

World Golf Championship: Criado em 1999, é uma série de quatro torneios disputados entre os circuitos da PGA Tour, European Tour, circuito do Japão, Sunshine Tour e Asian Tour. O jogador que vencer um WGC pode disputar o circuito da PGA de forma garantida durante três anos. 

Os torneios realizados são: Mexico Championship, Dell Match Play, Bridgestone Invitational e HSBC Champions. 

Ranking mundial

Os pontos do ranking mundial de cada jogador são acumulados ao longo de um período de dois anos consecutivos, com os pontos atribuídos a cada torneio, mantidos por um período de 13 semanas para dar ênfase adicional às performances recentes. Vale destacar: o ranking mundial vale para todos os circuitos

Os pontos de classificação são reduzidos em decréscimos iguais nas 91 semanas restantes do período de classificação de dois anos. Cada jogador é então classificado de acordo com sua média de pontos por torneio, que é determinado dividindo seu número total de pontos pelos torneios que disputou durante esse período de dois anos.

Há um divisor mínimo de 40 torneios durante o período de classificação de dois anos e um divisor máximo dos últimos 52 torneios de um jogador.

Mas o que é força de campo ou de torneio? 

É baseada no ranking dos jogadores que participam. Quanto mais atletas tops participam, mais forte é o torneio, fazendo que sua pontuação aumente. No entanto, um evento pode acabar contando com poucos jogadores do top-30, que fazem elevar essa pontuação. Então é por isso que cada circuito garante uma quantidade mínima de pontos.   

Para entender mais sobre como funciona o sistema de classificação mundial do golfe, acesse este link direto


Foto: EPA/Reprodução 

Nenhum comentário:

Postar um comentário