Preparação avançada da Jamaica torna a mudança de Tóquio 'mais fácil de se adaptar', diz chefe da delegação - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Preparação avançada da Jamaica torna a mudança de Tóquio 'mais fácil de se adaptar', diz chefe da delegação

Compartilhe

As mudanças por causa do adiamento de Tóquio 2020 foram facilitadas para as associações esportivas jamaicanas e para os atletas do país, devido ao avançado estado de preparação da Associação Olímpica da Jamaica (JOA).

O chefe da delegação para os Jogos de Tóquio, Gary Peart, comentou sobre os planos para o evento e o papel que a JOA desempenhou na evolução das disciplinas esportivas mais incomuns do país. Devido ao surto da pandemia do novo coronavírus, os Jogos de Verão foi adiada pela primeira vez na história. 

Peart disse: “Embora tenha sido lamentável que as Olimpíadas tenham sido adiadas de julho de 2020 para julho de 2021, nada é mais importante do que proteger a vida da pandemia do Covid-19. A decepção inicial do adiamento foi substituída pela emoção de preparar e planejar para julho de 2021."

“O JOA estava muito avançado com os preparativos para 2020, o que facilitou muito a mudança" acrescentou. "Criamos excelentes comunicações com as associações esportivas qualificadas relevantes, que continuam a melhorar à medida que novas informações surgem e são compartilhadas", observou Peart.

Entre seus principais planos para os Jogos de Tóquio, o JOA está pressionando para que a Jamaica seja representada em pelo menos 10 disciplinas esportivas, várias das quais incluem esportes não tradicionais com atletas que estão na disputa por um lugar ao lado dos melhores do mundo.

Enquanto a Jamaica e o mundo reconhecem rapidamente a associação de atletismo e seus atletas, a Associação Olímpica da Jamaica tem incentivado, orientado e auxiliado na criação, promoção e financiamento de várias associações esportivas 'menores'; por exemplo. skate, tiro com arco e pentatlo moderno, para citar alguns. Essas associações ajudarão a diversificar as disciplinas esportivas conhecidas pelo jamaicano.

Peart afirmou que isso é uma conseqüência direta de reformas radicais, desde que o presidente Christopher Samuda e o secretário-geral / CEO Ryan Foster assumiram a administração do órgão dirigente do esporte na Jamaica.

“A contribuição e assistência do Presidente e Secretário-Geral da JOA foram essenciais durante as etapas inicias e importantes à medida que as associações começam a 'funcionar' em nível internacional”, explicou Peart.

"A associação internacional é fundamental para o desenvolvimento de esportes 'menores' na Jamaica, pois há financiamento disponível para atletas, treinadores e viagens para eventos de qualificação", destacou. "O JOA está provando que a corrida não é apenas para os rápidos, mas para aqueles que podem suportar e diversificar."

Foto: JOA

Nenhum comentário:

Postar um comentário