Polo Aquático Brasil recebe certificação e passa a gerir recursos públicos - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Polo Aquático Brasil recebe certificação e passa a gerir recursos públicos

Compartilhe


No que promete ser um grande incentivo ao fortalecimento da Liga Brasileira de Polo Aquático, a Polo Aquático Brasil (PAB) conquistou a Certidão do Registro Cadastral emitida pela Secretaria Especial do Esporte, do Ministério da Cidadania. O documento credencia a Liga a gerenciar recursos públicos obtido através da Lei Federal de Incentivo ao Esporte do Governo Federal. 

A Secretaria Especial do Esporte atestou a habilitação da entidade pelo cumprimento das exigências formais previstas nos artigos 18 e 18-A da Lei 9.615/98.

O artigo atesta pelo cumprimentos de alguns requisitos como transparência na gestão, dados econômicos e financeiros da entidade, contratos, patrocinadores, direitos de imagem, propriedade intelectual e outros aspectos importantes de uma gestão séria e compromissada com a Governança.

"Com a certidão obtida a Liga PAB se consolida como uma entidade apta a receber investimentos, novos filiados e novos patrocínios. Uma grande conquista! Parabéns à diretoria da PAB por essa importante conquista", comentou Alexandre Zwicker, diretor da Associação Bauruense de Desportes Aquáticos e membro do departamento jurídico da PAB. 

Márcio Kayatt, Vice-Presidente da PAB, diretor da modalidade no Clube Athletico Paulistano e também membro do departamento jurídico da PAB, completou: "É um reconhecimento de que a PAB, apesar de seu pouco tempo de existência, está no caminho certo para elevar o polo aquático ao patamar de respeito de que há muito a comunidade esportiva ansiava”. 

Esta certidão é válida para as finalidades previstas na Portaria/ME nº 115 de 03/04/2018, e consta no banco de dados sob a gestão da Secretaria Especial do Esporte. Conforme disposto no §1º do artigo 28, o prazo de validade será de um ano. 

"O documento reafirma que a Liga é uma realidade como entidade representativa do Polo Aquático Nacional e que todo o seu processo de gestão cumpre as condições para certificação que recebemos. O segundo ponto importante é que tal certificação viabiliza o recebimento de recursos públicos que certamente auxiliarão a PAB na construção de um Polo Aquático brasileiro mais participativo, inclusivo, melhor estruturado e, acima de tudo, transparente tanto para comunidade do polo aquático quanto para a sociedade em geral", disse Ricardo Tonietto, diretor de polo aquático do Fluminense Football Club e membro do departamento jurídico da Liga.

Foto: Luiza Moraes

Nenhum comentário:

Postar um comentário