Patinadora neerlandesa Ireen Wust foca nos 1.500 de Pequim 2022 para encerrar carreira com um "ponto de exclamação" - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Patinadora neerlandesa Ireen Wust foca nos 1.500 de Pequim 2022 para encerrar carreira com um "ponto de exclamação"

Compartilhe

Maior medalhista olímpica de inverno em atividade, a patinadora de velocidade Ireen Wust planeja se aposentar após os Jogos Olímpicos de Pequim 2022.  Em entrevista ao portal local NOS, a neerlandesa revelou que está focando nos 1.500m e quer um ouro para encerrar a carreira com um "ponto de exclamação".

"Os Jogos serão um ponto. E um ponto de exclamação", disse ela. "Acho que estou ficando um pouco mais rápida e acho que os 1.500 metros estão a meu favor. Nos treinamentos, há mais distâncias, mesmo em provas de enduro. Ando de bicicleta da mesma forma, mas são esses detalhes que fazem a diferença", disse a multi-campeã, de 34 anos.

Wust possui 11 medalhas olímpicas, sendo cinco de ouro, cinco de prata e uma de bronze. Ela é a atleta mais vitoriosa das Olimpíadas de Inverno ainda em ação e a quarta de todos os tempos, atrás das norueguesas Marit Bjorgen (15 medalhas) e Bjorn Daehlie (12), do ski cross-country, e Ole Einar Bjorndalen (13), do biatlo, todas já aposentadas.

Ela é, ainda, a única atleta a ganhar a medalha de ouro em provas individuais em quatro edições olímpicas de inverno diferentes: 3000m em Turim-2006, 1.500m em Vancouver-2010, 3.000m em Sochi-2014 e 1.500m em Pyeongchang-2018. Nos Jogos de Verão, apenas seis atletas conseguiram tal feito, incluindo Michael Phelps e Carl Lewis.

Nenhum atleta conseguiu ouro em cinco Olimpíadas e é atrás desse feito que a neerlandesa vai atrás. Nos 1.500m, seu foco em Pequim-2022, Wust é a atual campeã olímpica, européia e mundial. Além de Pyeongchang-2018, ela também foi ouro em Vancouver-2010, prata em Sochi-2014 e bronze em Turim-2006. 

Foto: ANP

Nenhum comentário:

Postar um comentário