Circuito Mundial de Surfe de 2020 é cancelado; temporada 2021 começa no final do ano com novo formato - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Circuito Mundial de Surfe de 2020 é cancelado; temporada 2021 começa no final do ano com novo formato

Compartilhe

A Liga Mundial de Surfe (WSL) anunciou, nesta sexta-feira, o cancelamento da temporada 2020 do Circuito Mundial. A decisão foi tomada visando a saúde dos atletas e envolvidos, em meio à pandemia do coronavírus, que também restringiu as viagens internacionais. A entidade revelou que a próxima temporada terá um formato diferente, com início ainda este ano, no Havaí.

"Após uma análise cuidadosa e extensas discussões com as principais partes interessadas, tomamos a decisão de cancelar a temporada do Circuito Mundial e do Qualifying Series devido à pandemia de Covid-19", disse o CEO da WSL, Erik Logan, por meio de um vídeo divulgado nas mídias sociais da entidade.

"Embora acreditemos firmemente que o surfe é um dos esportes mais adequados para a competição ser realizada com segurança durante a era da Covid, temos um enorme respeito pelas preocupações contínuas de muitos em nossa comunidade, à medida que o mundo trabalha para resolver isso", explicou.

Logan também anunciou o novo formato do Circuito a partir de 2021. A competição não será decidida nos pontos corridos, havendo uma etapa final de um único dia, a ser realizada em setembro (do ano que vem), para definir o campeão. As cinco mulheres e os cinco homens mais bem ranqueados da temporada regular lutarão pelos títulos através do sistema mata-mata ("surf-off").

Se receber o aval do estado do Havaí, a temporada será iniciada em novembro deste ano, com as mulheres surfando em Maui, enquanto os homens competirão em dezembro, em Oahu. Os naipes disputarão a mesma quantidade de provas durante o circuito (dez), além do WSL Finals. Outra novidade é que as mulheres voltarão a surfar em Teahupo'o, no Taiti, o que não acontecia desde 2006.

“A nova temporada do CT, as mulheres indo competir no Taiti novamente e o compromisso da WSL em criar mais oportunidades para os novos talentos nas regiões, são mudanças que, sem dúvidas, irão ajudar a criar os futuros campeões mundiais do surfe”, disse a brasileira Tatiana Weston-Webb, sexta colocada na última temporada e classificada para os Jogos de Tóquio.

Além das mudanças no Circuito Mundial, outras competições foram ajustadas ao calendário de 2021. O Challenger Series será disputado entre os meses de agosto e dezembro, enquanto o Qualifying Series vai de janeiro até o final de junho, determinando os classificados para competir no Challenger Series. Os pontos das etapas do QS disputados em 2020 serão computados para a temporada 2021.

Calendário do CT 2021
Maui Pro - Maui, Havaí - 25 de novembro a 6 de dezembro de 2020
Pipe Masters - Oahu, Havaí - 8 a 20 de dezembro de 2020
Pro Portugal - Peniche, Portugal - 18 a 28 de fevereiro de 2021
Gold Coast - Queensland, Austrália - 18 a 28 de março de 2021
Bells Beach - Victoria, Austrália - 1º a 11 de abril de 2021
Margaret River - Austrália Ocidental - 16 a 26 de abril de 2021
Rio Pro - Saquarema, Rio de Janeiro, Brasil - 20 a 29 de maio de 2021
Surf Ranch Pro - Califórnia, Estados Unidos - 10 a 13 de junho de 2021
Pro G-Land - Indonésia - 20 a 29 de junho de 2021
J-Bay - África do Sul - 7 a 19 de julho de 2021
Taiti Pro - Teahupo’o, Taiti - 26 de agosto a 6 de setembro de 2021
The WSL Finals - Local a definir - 8 a 16 de setembro de 2021

Cabe dizer que todas as competições estarão sujeitas à mudança a depender da situação da crise sanitária global, como destacou a WSL. A etapa da França foi retirada do Circuito por conta da previsão ideal das ondas. No entanto, a entidade está tentando promover um evento em Hossegor para Challenger Series 2021.

O atual campeão mundial masculino é o brasileiro Ítalo Ferreira, que venceu uma disputa emocionante com o compatriota Gabriel Medina, que é bicampeão mundial, em Pipeline, no Havaí. No feminino, a havaiana Clarissa Moore foi a campeã da última edição, chegando ao seu quarto título da competição.

Foto: Ed Sloane/WSL

Nenhum comentário:

Postar um comentário