CBF anuncia volta do Brasileirão Feminino para 26 de agosto; Série A2 termina em janeiro - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

CBF anuncia volta do Brasileirão Feminino para 26 de agosto; Série A2 termina em janeiro

Compartilhe
Corinthians e Ferroviária fizeram a final do Brasileirão Feminino em 2019 - Foto: Bruno Teixeira/Ag.Corinthians

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou, nesta sexta-feira (17), o retorno do Brasileirão Feminino Série A1 para 26 de agosto. O calendário desta temporada foi revisado após a pandemia do Covid-19 e promoveu mudanças também na Série A2, que tem retorno previsto para outubro e término para janeiro de 2021.

O Brasileirão Feminino seguirá com seu formato original, retornando a partir da quinta rodada, quando houve a paralisação devido à crise sanitária. A previsão de término da elite do futebol é para 06 de dezembro.

Já o Brasileirão Feminino Série A2 reinicia em 18 de outubro e tem previsão de ser finalizado apenas no ano que vem, em 31 de janeiro. A medida foi para preservar o formato original da competição, que estava em sua primeira rodada.

Outras competições foram ajustadas no calendário, por conta das datas reservadas pela Conmebol para os Campeonatos Sul-Americanos Femininos Sub-20 e Sub-17. O Feminino Sub-18 ocorrerá apenas em janeiro e fevereiro de 2021, com início previsto para 06 de janeiro e finalização no dia 28 de fevereiro. O Sub-16 acontece ainda este ano, de 02 a 11 de outubro.

Taça do Brasileirão Feminino - Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Parceria para testes

A CBF também anunciou uma parceria para realizar testes em todas as atletas Série A1 e A2. O Hospital Israelita Albert Einstein foi contratado pela Confederação para realizar teste em toda equipe em cada nova rodada. Segundo a CBF, a ideia é manter um padrão de diagnóstico e "confiabilidade" aos testes. 

O método de diagnósticos para a detecção será o molecular (RT-PCR). O exame será realizado três dias antes de cada partida, com o resultado saindo na véspera do jogo. Em caso de exame positivo para Covid-19, a CBF irá recomendar ao departamento médico dos clubes o afastamento imediato da jogadora.

“Vamos retomar o futebol de forma segura. Oferecer um ambiente de proteção e confiança nos protocolos é o nosso compromisso com os protagonistas do futebol. Confiamos plenamente na excelência do Einstein para realização desse trabalho fundamental de testagem”, destaca o presidente da CBF, Rogério Caboclo.

Foto: Bruno Teixeira/Ag.Corinthians

Nenhum comentário:

Postar um comentário