Carateca iraniana comenta sobre nova chance recebida com o adiamento olímpico - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Carateca iraniana comenta sobre nova chance recebida com o adiamento olímpico

Compartilhe

O adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio marcaram um momento sem precedentes. Muito atletas sentiram-se prejudicados e outros estão tentando se recuperar e voltar seu foco ao evento esportivo. No entanto, há aqueles que souberam tirar proveito do ocorrido e poderão viver a Olimpíada de Tóquio em 2021 de uma forma diferente. É o que aconteceu com Hamideh Abbasali, carateca iraniana que havia se lesionado em fevereiro deste ano. 

Ao romper o ligamento cruzado anterior durante um evento da Liga Mundial de Karatê (WKF), da Premier League em Salzburgo, na Áustria, a vice-campeã mundial em 2014 viu o sonho olímpico ruir. Sua modalidade fará a estreia no evento durante as Olimpíadas de Tóquio e não fosse o adiamento, Abbasali estaria fora do torneio. 

"A competição foi realmente estressante. Eu sabia que ganhar uma medalha de ouro estabilizaria meu lugar em Tóquio 2020", ressaltou Abbasali.

"Lesões no esporte profissional são inevitáveis, mas quando a lesão está próxima do evento esportivo mais importante, certamente exerce muita pressão sobre um atleta psicologicamente, e não sou exceção a essa regra".

Além carateca conquistou também um bronze no mundial de 2016, além das medalhas de ouro e bronze nos Jogos Asiáticos de 2014 e 2018 respectivamente. 

"Tenho focado todos os meus esforços e planejado nas Olimpíadas", acrescentou Abbasali. "Eu tenho planejado muito mais seriamente. Eu sempre tentei terminar competições com sucesso, para que o caminho para chegar às Olimpíadas fosse mais suave para mim".

Três meses após realizar uma cirurgia no local da lesão, Abbasali já começou seus exercícios de reabilitação. "Minha maior força como carateca é ter paciência e esperança até o último momento, sempre tento fazer o meu melhor em todas as competições", concluiu. 

Foto: PressTV

Nenhum comentário:

Postar um comentário