Andy Murray pede mais eventos mistos nos esportes - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Andy Murray pede mais eventos mistos nos esportes

Compartilhe

O bicampeão olímpico Andy Murray afirmou que o tênis e as outras modalidades estão desperdiçando um "truque" ao não realizarem muitos eventos mistos, envolvendo mulheres e homens. A declaração foi dada durante uma entrevista com jornais britânicos.

No tênis, atualmente as duplas mistas são disputadas apenas em Grand Slams e nos Jogos Olímpicos. 

"Acho que os esportes perdem um truque com essas coisas", disse Murray, que está disputando a segunda edição do torneio beneficente Battle of the Brits, mas dessa vez com jogadores de tênis masculino e feminino. 

“A Copa Hopman, por exemplo, foi um evento brilhante na minha opinião. Os jogadores gostaram. Joguei lá várias vezes e adorei", revelou o bicampeão de Wimbledon em 2013 e 2016. 

A Copa Hopman não foi realizada em 2020 após perder espaço para a ATP Cup, evento entre países no tênis masculino, que serve também como preparação para o Australian Open. Porém, a própria organização acredita na volta do torneio em breve. 

Eles contaram com a participação do 20 vezes campeão de Grand Slam, Roger Federer, durante as últimas três edições, sendo palco para seu retorno ao tênis em 2017 após vários meses parado por uma lesão. 

"Colocar partidas no tênis com Serena Williams e Roger Federer na mesma quadra, é tão brilhante para o nosso esporte", disse Murray. 

“Somos capazes de fazer isso no tênis e devemos abraçá-lo um pouco mais, não necessariamente toda semana, mas às vezes seria ótimo. Eu gostaria de ver Rafa (Nadal) na quadra com algumas das principais jogadoras do circuito", disparou o ex-número 1 do mundo.

Vale lembrar que Murray disputou o torneio de Wimbledon no ano passado, ao lado de Serena Williams nas duplas mistas, sendo eliminados por Bruno Soares e Nicole Melichar.

Murray aproveitou para sugerir que o golfe faça o mesmo durante a Ryder Cup, uma competição entre as seleções masculinas dos Estados Unidos e da Europa. 

“Novamente, é um esporte em que eles são capazes de fazer isso, mas perdem um pouco do truque. Acho que as pessoas realmente gostam de assistir, e os jogadores também gostam”, concluiu. 

Foto: Hannah McKay/Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário