AIU suspende punição da velocista norte-americana Gabrielle Thomas - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

AIU suspende punição da velocista norte-americana Gabrielle Thomas

Compartilhe

Suspensa há dois meses, a velocista Gabrielle Thomas poderá voltar a competir normalmente quando os torneios forem retomados. Isso porque a Unidade de Integridade do Atletismo (AIU) paralisou a punição da atleta norte-americana por não comparecimento e falta de esclarecimentos sobre sua localização em três tentativas de realização do teste antidoping, o que seria equivalente a um teste positivo. 

No entanto, Thomas justificou uma das ausências, comprovando perante a AIU que não foi culpada de uma das três falhas. 

"Em vista das novas informações, em um dos controles que falharam, não houve infração ao regulamento e, portanto, não há falha", explicou a AIU. 

A velocista mostrou provas que no dia em que o controle falhou, estava de fato no local que ela havia informado no formulário. Entretanto, o agente encarregado de executar a testagem não pôde localizá-la e não respeitou o protocolo estabelecido no regulamento.

Quando recebeu a suspensão, Thomas havia afirmado que comprovaria que os procedimentos não haviam sido feitos em conformidade com as regras, alegando ainda que estava confiante que conseguiria a paralisação imediata da punição.

"Acredito que um dos testes faltantes não é válido e que estarei completamente liberada", disse na oportunidade. "Dados de rastreamento telefônico e diversas testemunhas mostrarão conclusivamente que eu estava no local exato como indiquei e que o oficial de controle de doping simplesmente não me localizou e não seguiu o protocolo apropriado". 

Com a liberação, Gabrielle Thomas escapa de uma punição que poderia chegar até dois anos de duração. A velocista foi vencedora da prova dos 200m rasos na Etapa de Lausanne na Diamond League. 

Foto: Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário