Roger Federer abandona temporada 2020 após passar por nova artroscopia - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Roger Federer abandona temporada 2020 após passar por nova artroscopia

Compartilhe

Essa pegou todos de surpresa durante a madrugada. O tenista suíço Roger Federer anunciou em suas redes sociais que não vai competir mais em 2020. Ele precisou passar por um procedimento adicional de artroscopia em seu joelho direito, após não conseguir se recuperar da lesão que motivou a primeira cirurgia, realizada em fevereiro.

Após a primeira cirurgia, Federer anunciou que voltaria a tempo de disputar a temporada de grama. Entretanto, o circuito mundial de tênis foi amplamente afetado pela pandemia de coronavírus, cancelando a temporada de grama e dando mais tempo para Federer se recuperar.

Vale lembrar que nesta semana, um dos técnicos de Federer, o compatriota Severin Luthi, havia dito que a recuperação do atleta estava "muito lenta", mas que mesmo assim ele estaria pronto para competir em setembro de 2020.

Mas Federer explicou em breve comunicado, que aprendeu com o que passou antes de 2017 (ficou seis meses fora de ação se recuperando de uma lesão também no joelho), e fará o mesmo para voltar a apresentar alto nível de competição em 2021, temporada na qual já confirmou participação no ATP 500 de Halle, Wimbledon, Laver Cup e provavelmente os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Confira o comunicado na íntegra. 

Queridos fãs, espero que vocês estejam seguros e saudáveis.  Algumas semanas atrás, depois de sofrer um revés durante minha reabilitação inicial, tive que fazer um procedimento artroscópico rápido adicional no joelho direito.  Agora, como eu fiz antes da temporada de 2017, planejo levar o tempo necessário para estar 100% pronto para jogar no meu nível mais alto.  Vou sentir muita falta dos meus fãs e da turnê, mas estou ansioso para ver todos de volta à turnê no início da temporada de 2021. Tudo de bom, Roger. 


Ranking

Com isso, o ranking de Roger Federer deverá cair, uma vez que, caso não ocorra mais nenhum cancelamento por causa da pandemia, ele deixará de defender aproximadamente 2.600 pontos. 

São 720 da semifinal de Roland Garros, 360 das quartas de final do US Open, 500 do título no ATP da Basileia, 180 das quartas de final do Masters 1000 de Xangai, 180 das quartas de final do Masters 1000 de Roma, 180 das quartas de final do Masters 1000 de Madri, 90 da terceira rodada do Masters 1000 de Cincinnati e 400 da semifinal do ATP Tour Finals, deixando o tenista suíço com 4.020 pontos, provavelmente ainda o mantendo no top-10 do ranking da ATP. 

Foto: AP/The Canadian Press: Paul Chiasson

Nenhum comentário:

Postar um comentário