Nova Zelândia anuncia fim da pandemia e competições esportivas com público são liberadas - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Nova Zelândia anuncia fim da pandemia e competições esportivas com público são liberadas

Compartilhe

Torcedores estão liberados para lotar os estádios em competições esportivas na Nova Zelândia. Nesta segunda-feira (08), a primeira-ministra Jacinda Ardern suspendeu todas as medidas preventivas tomadas no combate à pandemia, após mais de 17 dias sem o país registrar um único caso de Covid-19, o que significa que grandes aglomerações não estão mais proibidas.

Ardern anunciou que as medidas válidas para o chamado "Alerta de Nível 1", o último estágio de prevenção, entrariam em vigor a partir das 00h locais (9h horário de Brasília). A vida neozelandesa retorna praticamente ao normal e os amantes do esporte estão permitidos a acompanhar eventos no estádio, sem regulações de distanciamento social.

De imediado, o primeiro torneio que terá a presença do público será o Super Rugby Aotearoa, iniciado no próximo sábado, 13. A competição reunirá as cinco equipes neozelandesas que participam do Super Rugby, um dos mais importantes campeonatos de XV do mundo, que jogarão em duelos de ida e volta ao longo das próximas dez semanas.

O jogo de abertura será entre Highlanders e Chiefs. A estreia da temporada poderá contar com até 25 mil torcedores, capacidade segura do Forsyth Barr Stadium, em Dunedin. A New Zealand Rugby (NZR), entidade que rege o rugby na Nova Zelândia, confirmou que não haverá limitações para este jogo e nem para os próximos, tanto que a venda de ingressos já foi iniciada para os primeiros duelos.

"Estamos incrivelmente orgulhosos e agradecidos por ser a primeira competição esportiva profissional do mundo a poder colocar nossas equipes na frente dos torcedores novamente. Será uma competição muito especial e única e é apropriado que os neozelandeses agora tenham a chance de fazer parte dela", comemorou o chefe-executivo da NZR, Mark Robinson, em comunicado.

A Nova Zelândia foi um exemplo de sucesso no combate à pandemia. O país, com quase 5 milhões de habitantes, registrou apenas 1.154 casos de Covid-19 e 22 mortes, após um rígido controle de isolamento social imposto durante sete semanas entre março e abril.

"Estamos confiantes de que eliminamos a transmissão do vírus na Nova Zelândia por enquanto, mas a eliminação não é um ponto no tempo, é um esforço sustentado. Enquanto o trabalho não está concluído, não há como negar que este é um marco. Então, posso terminar com um simples obrigado, Nova Zelândia", afirmou a primeira-ministra nesta segunda-feira.

Apesar da liberação integral das atividades normais, as fronteiras neozelandesas seguem fechadas e as competições internacionais não voltarão tão cedo. A premier Ardern também destacou que algumas precauções ainda serão necessárias em eventos esportivos maiores, mas tudo como uma questão de "adaptação" e "preparação", segundo ela.

Vale lembrar que o governo neozelandês liberou um auxílio financeiro de U$ 157 milhões (R$ 778 milhões atualmente) para ajudar o esporte a superar a crise gerada pela pandemia. Diversos atletas olímpicos do país estão treinando desde o final de abril.

Foto: Mark Mitchell/NZHerald

Nenhum comentário:

Postar um comentário