Marcela Mello é vice do Pan-Americano de Tiro em Casa - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Marcela Mello é vice do Pan-Americano de Tiro em Casa

Compartilhe


A brasileira Marcela Mello conquistou a prata no Pan-Americano de Tiro em Casa disputa de tiro a laser, em evento online finalizado na última sexta (5).

O campeonato foi uma iniciativa da Federação Mexicana de Pentatlo Moderno para manter os atletas ativos durante a pandemia de COVID-19. O torneio começou há uma semana e reuniu, na categoria feminina, 16 competidoras de seis países.

Com apenas 15 anos, a carioca Marcela Mello passou por quatro eliminatórias até chegar a grande decisão do torneio virtual. A atleta, que havia terminado em quinto lugar nas classificatórias, perdeu a final para a mexicana Julia Ventura Romero e acabou com a prata.

Na disputa tradicional do Pentatlo Moderno, o tiro a laser faz parte de uma prova combinada com a corrida, ganhando o nome de laser-run. No Pan, ocorreram apenas disputas do tiro, com cada atleta tendo que completar três ou cinco séries de cinco tiros, atirando a uma distância de 10 metros do alvo. Após cada disparo, o esportista precisa abaixar o braço até a pistola tocar em uma mesa de apoio, para em seguida erguê-lo novamente.

“Foi uma iniciativa muito boa que eles tomaram ao fazer essa competição. Mesmo que todo mundo esteja em casa, podemos reviver a adrenalina que é estar competindo e estar fazendo parte do nosso esporte”, comemorou Marcela.

Uma das jovens promessas do esporte, Marcela Mello conquistou o bronze na disputa principal do último Brasileiro, foi ouro no último Sul-Americano Sub-19 e prata Júnior no revezamento misto do Sul-americano Sênior e Jr. do ano passado.

Outra brasileira na disputa feminina, Ana Clara Bezerra foi eliminada nas oitavas-de-final. Entre os homens, os brasileiros melhores colocados foram Victor Aguiar e William Muinhos, que também deixaram a competição entre os 16 primeiros. Inicialmente, 29 atiradores competiram na prova masculina.

Foto: Divulgação/CBPM

Nenhum comentário:

Postar um comentário