Golfista norte-americano é quinto diagnosticado com coronavírus desde retomada da PGA Tour - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Golfista norte-americano é quinto diagnosticado com coronavírus desde retomada da PGA Tour

Compartilhe

Mais um caso de coronavírus foi confirmado entre golfistas da PGA Tour. O norte-americano Harris English foi diagnosticado com a doença na última segunda-feira (29), enquanto passava pelo processo de pré-triagem para o torneio desta semana, o Rocket Mortgage Classic, em Detroit. Ele é o quinto atleta contaminado desde a retomada do circuito, no dia 11 de junho.

Mesmo se sentindo bem, English teve que se retirar do torneio para cumprir a quarentena e não pôr a saúde de outros atletas em risco. "Estou satisfeito que os novos protocolos de segurança que implementamos funcionaram esta semana", revelou. 

"Apoio totalmente a nova regra do Tour de não permitir que ninguém participe do torneio até testar negativo para coronavírus, pois proteger os outros no campo e todos os afiliados ao torneio, além da comunidade, deve ser a prioridade número um. Agradeço o apoio do Tour e espero competir novamente depois de estar totalmente recuperado", concluiu o atleta. 

Os norte-americanos Nick Watney, Cameron Champ e Denny McCarthy, além do sul-africano Dylan Frittelli, também testaram positivo para coronavírus em semanas anteriores. Desde semana passada, quando cinco atletas se retiraram do Travelers Championship, a PGA fortaleceu as medidas de segurança para proteger os demais atletas. 

Torneio feminino em setembro é cancelado 



O Aberto do Canadá de golfe feminino, que estava programado para ocorrer na primeira semana de setembro, foi cancelado. De acordo com os organizadores, as restrições de viagens impostas por conta da pandemia de coronavírus podem prejudicar a realização do campeonato.

No entanto, Vancouver, a cidade que sediaria o evento neste ano foi mantida para 2021.

O Canadá já havia cancelado todos os torneios nacionais da modalidade, tanto no feminino como no masculino. 

A campeã do Aberto do Canadá de 2019 foi a golfista sul-coreana Ko Jin-young que abriu grande margem durante o torneio, ficando 26 tacadas abaixo do par do campo, cinco jogadas a menos que a vice-campeã, Nicole Larsen, da Dinamarca. 

Foto: Mark Wallheiser/UPI

Nenhum comentário:

Postar um comentário