Candidatura da Rússia para sediar Mundial de Snowboard é adiada por sanções da WADA - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Candidatura da Rússia para sediar Mundial de Snowboard é adiada por sanções da WADA

Compartilhe

O desejo que a cidade de Krasnoyarsk, na Rússia, tem de sediar o Campeonato Mundial de Snowboard, Freestyle e Freeski de 2025 vai ter que ficar para depois. Isso porque o país teve sua candidatura adiada por estar envolvido com esquemas de doping e manipulação de dados do Laboratório de Moscou, atitudes punidas pela Agência Mundial Antidoping (WADA) em 2019.

A suspensão da candidatura de Krasnoyarsk foi anunciada pela Federação Internacional de Esqui (FIS). A Agência Russa Antidoping (RUSADA) recorreu das sanções impostas pela WADA, como não participar ou realizar eventos esportivos internacionais por quatro anos, mas o processo pendente não deverá ser julgado pela Corte Arbitral do Esporte (CAS) antes de julho deste ano. 

"Sob as atuais sanções da WADA, a nomeação de Krasnoyarsk como anfitriã do Campeonato Mundial de Snowboard, Freestyle e Freeski de 2025 da FIS não seria permitida", afirmou a FIS. "Como a RUSADA submeteu um apelo à WADA, a candidatura de Krasnoyarsk 2025 foi adiada".

Krasnoyarsk havia apresentado o projeto de candidatura antes das punições impostas pela WADA, mas é esperado que a FIS decida quem sediará o evento no período dentro dos quatro anos da sanção. Isso marca uma das primeiras oportunidades onde a penalidade teve de ser imposta impedindo a Rússia de tentar sediar um torneio internacional. 

A cidade de Krasnoyarsk sediou a Universíada de Inverno de 2019 e até o momento foi a única cidade a tentar candidatura para o Mundial de Snowboard, Freestyle e Freeski de 2025.

Foto: Divulgação/CBDU

Nenhum comentário:

Postar um comentário